Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 27ago

    PORTAL RPC

    PF:as provas do crime

    PF:as provas do crime

    A Polícia Federal (PF) cumpriu todos os 19 mandados de prisão da “Operação Manjedoura” em Curitiba. As pessoas detidas são suspeitas de integrarem uma quadrilha especializada em fraudes ao sistema previdenciário e que já teria causado mais de R$ 11 milhões em prejuízos aos cofres públicos. Pela manhã foram presas 17 pessoas e durante a tarde os dois últimos suspeitos foram detidos.

    De acordo com a assessoria de imprensa da PF, todos os presos foram levados para a carceragem da Polícia Federal. Todos os mandados de busca e apreensão em residências e consultórios médicos também foram cumpridos. A operação da PF foi feita em conjunto com a Previdência Social.

    Conforme apontaram as investigações, o grupo agia desde 2001 e era responsável pela intermediação de benefícios para segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). “O grupo induzia ao erro médicos peritos do órgão, de modo a garantir auxílios-doença e até aposentadorias por invalidez a pessoas absolutamente saudáveis”, explica o agente Marcos Koren, chefe de Comunicação Social da PF no Paraná. “Para isso, a quadrilha contava com a participação de psiquiatras, que forneciam atestados que declaravam distúrbios inexistentes”, detalha. O bando contava inclusive com um escritório, localizado no bairro Santa Felicidade.

    Dos 19 mandados de prisão expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal de Curitiba, 17 foram contra beneficiários de forma ilegal, sendo sete de uma mesma família, e dois contra médicos psiquiatras. Além das prisões, a Justiça decretou a o sequestro de veículos e o arresto de um imóvel que pertence aos acusados, bem como o cancelamento dos benefícios fraudulentos.

    Há suspeitas de que, ao todo, aproximadamente mil benefícios tenham sido concedidos de forma irregular. Todos os pagamentos estão suspensos e passarão por revisão. Os presos serão indiciados por estelionato e formação de quadrilha, crimes sujeitos a penas de até oito anos de reclusão



    Publicado por jagostinho @ 09:05



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

5 Respostas

WP_Cloudy
  • nascimento Disse:

    estava demorando para estourar outro escandalo no inss. E logo aqui??

  • thiago Disse:

    Roubar o dinheirinho do povo. Cadeia pra esses canalhas.Até médico na parada. Meu Deus!

  • lauro Disse:

    vamos ver como vai terminar essa história.

  • Fernanda S. Disse:

    Parabéns mais uma vez para a PF. Nunca se viu tantas ações da mesma.
    É isso que esperamos da Polícia de Elite.

  • Anon Disse:

    E os nomes? Segredo de estado?

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.