Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 19out

    ÉPOCA

    Bin Laden: batia nos filhos

    Bin Laden: batia nos filhos

    O livro Growing up Bin Laden traz novidades sobre a vida deste que é o terrorista mais procurando do mundo. Escrito pela primeira mulher de Osama bin Laden, Najwa, e Omar, o quarto filho do casal, a obra será publicada em breve no Reino Unido e teve parte de seu conteúdo antecipado pela edição deste sábado do jornal britânico Ths Daily Telegraph.

    De acordo com a publicação, Bin Laden batia nos filhos e gostava de carros rápidos, plantar girassóis e acompanhar a programação da emissora britânica BBC.

    Najwa se casou aos 15 anos com Bin Laden, que é seu primo e na época tinha 17. O casal teve sete filhos, entre eles Omar, e quatro filhas.

    Ao longo dos anos, o terrorista se casou mais cinco vezes. As esposas viviam em casas estilo espartano na Arábia Saudita. Mas, depois que ele se exilou no Sudão, elas se mudaram para o país, onde, segundo o livro, são impedidas de usar qualquer aparelho que use eletricidade.

    Growing up Bin Laden diz ainda que Bin Laden batia nos filhos quando eles mostravam muito os dentes na hora de rir. Como castigo e para que as crianças aprendessem a superar as adversidades, ele as mandava dormirem no deserto ou escalarem montanhas, sem levar água.

    O terrorista, acusado de ser o mentor dos atentados de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos, chegou a ter pelo menos um Mercedes dourado e, certa vez, comprou uma lancha rápida.

    “Nada o satisfazia mais que ir para o deserto em um carro veloz, que depois ele deixava estacionado enquanto fazia longas caminhadas”, conta Najwa no livro.

    Já segundo o filho Omar, Bin Laden se gabava de ser bom em cálculos aritméticos e gostava de desafiar as pessoas a vencê-lo com uma máquina de calcular.

    Porém, o que dava mais prazer a ele, de acordo com sua ex-esposa, era “lavrar a terra e cultivar o melhor milho e os maiores girassóis”, embora também se deleitasse comendo mangas e acompanhando a programação da emissora BBC.

    O livro também conta que o jovem casal Bin Laden viajou aos EUA pouco depois da revolução iraniana de 1979, onde Osama conheceu a Abdullah Azam, clérigo radical palestino apontado como seu mentor ideológico.

    Pouco depois, ele começou a viajar ao Paquistão para apoiar a resistência antissoviética no vizinho Afeganistão.

    Najwa bin Laden e Omar deixaram o território afegão antes de 11 de setembro de 2001. Nenhum dos dois mantém contatos com o terrorista.

    Omar, hoje com 28 anos, se casou em setembro de 2006 com a britânica Jane Felix-Browne, uma mulher mais velha que ele e que já é avó.

    Acredita-se que ambos vivam no Oriente Médio, diz o Daily Telegraph.

    Publicado por jagostinho @ 12:25



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.