Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 19out

    sussurro

    *******    Um arguto observador da Boca Maldita ressaltou a coincidência das viagens internacionais do Prefeito Beto Richa com a volta ao noticiário de problemas do Comitê Lealdade. A primeira vez foi para Itália e agora para o Oriente Médio. Mas a turma da “blindagem” ficou por aqui. Esperta e muito atenta. Só as pesquisas internas é que não animam os entusiastas do alcaide. Já as pesquisas divulgadas… Nessas, o Beto já  é governador em 2010 e presidente do Brasil em 2014 !

    ******    Muito interessante como são as coisas na política. Da mesma forma que se plantou a informação da candidatura de Requião a Deputado Federal – o governador divertiu-se muito – o assunto evaporou rapidamente. Até o mais inexperiente nas lides políticas sabe que um governador de três mandatos, ganha uma eleição para senador, sem sair de casa. Quem sonhou em tirar Requião do caminho, quebrou a cara.

    ******    Para quem ainda duvida, os irmãos Dias, senadores do Paraná, conversam muito sobre a sucessão de Requião. Como reagiu Osmar Dias às informações da pesquisa guardada a sete chaves pelo PSDB nacional, onde Álvaro dá de cinta em Beto e alavanca a candidatura de Serra ? Segundo apurou fonte minha, Osmar teria dito:”meu projeto para o Paraná não se modifica. Seja eu governador ou, mais uma vez, senador.”  Só não entende quem não quer.

    ******    Quem viu jura que é verdade. A idéia de dobrada puro-sangue, do PSDB, Álvaro e vice Gustavo Fruet, foi motivo para entusiamados comentários por parte do jovem deputado federal. Sua trajetória política, igual ao falecido pai, Maurício, inclui, a prefeitura de Curitiba em 2012. E com apoio de Beto, que então seria apoiado por Álvaro e Gustavo Fruet, na sucessão  estadual, em 2014. O script está mais que perfeito. Daí será a vez do povo dizer se concorda ou não.

    ******    Quem deve estar contrariado com o cenário descrito acima, é o presidente Lula.  Por ele já estaria acertada a aliança do PT  com o PDT e PMDB, já no primeiro turno, num fortíssimo palanque para Dilma. Só que feridas não cicatrizadas,  patrulhamentos ideológicos, quedas de braço e outras dúvidas mais, não permitiram que o sonho de Lula se concretizasse. Pelo menos por enquanto. Mas, bombeiros experientes ainda tentam juntar os cacos.

    Publicado por jagostinho @ 08:05



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

9 Respostas

WP_Cloudy
  • ventura Disse:

    não adianta esconder. O povo está esperto. Beto não resiste a uma investigação séria.

  • jardel Disse:

    essa história sem graça de requião ser candidato a deputado é a mesma coisa que a Bundchen desfilar no clube operário. Não tem sentido.

  • tadeu Disse:

    quem inventou essa piada de mau gosto de requião ser deputado federal. Não li em lugar nenhum. Ainda bem que só leio gente com nível. Deve ser por isso.

  • nascimento Disse:

    Alguem tem duvida que Alvaro/Fruet levam no primeiro turno? De barbada.

  • gustavo Disse:

    Elementar meu caro Watson. O osmar está no trecho. Vendendo seu peixe. Se der belisca o governo, senão se reelege senador com um pé nas costas.

  • antunes Disse:

    muito preocupada deve estar a gleisi. Se Osmar e Requião forem para o senado ela não tem chance. Teria que ser vice do pessuti. E o PT ainda fica fazendo ondinha. Estão numa enrascada, se agarrem no osmar senão a vaca vai pro brejo.

  • geraldo Disse:

    que boataria Jota. Claro que o Beto é candidato. E vai levar essa no primeiro turno !

  • severo Disse:

    Os astros não se enganam. Fruet vice em 2010, prefeito de Curitiba em 2012 e governador do Paraná em 2018. Estarei vivo para ver isso.

  • japinha Disse:

    e dai o Severo acordou kkkkkk

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.