Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15abr

    PARANÁ ONLINE/ELIZABETE CASTRO E ROGER PEREIRA

    Em decisão unânime, a Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE) cassou, ontem, o

    Greca: volta ao parlamento

    mandato do deputado estadual Mauro Moraes (PSDB).

    Eleito pelo PMDB, Moraes trocou de partido em setembro de 2009, alegando sofrer perseguição do PMDB.

    O deputado, que movia um processo pedindo justa causa para a desfiliação, trocou de partido antes do prazo de um ano das eleições de outubro deste ano, para poder concorrer à reeleição pelo PSDB.

    Moraes pode recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral, mas o recurso não tem efeito suspensivo.

    Próximo dos tucanos, Moraes começou causar mal-estar dentro do PMDB por acompanhar Beto Richa (PSDB) na campanha de reeleição para a prefeitura de Curitiba, mesmo o seu partido tendo candidato, Carlos Moreira.

    A relação se desgastou ainda mais com a atuação do parlamentar, presidente da Comissão de Segurança da Assembleia, crítica às políticas de Segurança Pública do Estado e à defesa do projeto que extingue a aposentadoria para ex-governadores.

    Ao tomar conhecimento da decisão, Moraes disse que irá acatá-la, assim que a mesa da Assembleia cumpra a decisão do TRE. Moraes disse, no entanto, que já prepara recurso, com pedido de liminar para continuar ou voltar ao cargo.

    “Vou provar no TSE que houve justa-causa, já que sofri perseguição política, como o afastamento da presidência da Comissão de Segurança”, disse.

    Moraes disse não se arrepender de trocar de partido pois via-se sem legenda para a próxima eleição dentro do PMDB e disse que, mesmo sem mandato, lutará para voltar à Assembleia em 2011, “para mostrar que mandato não se ganha no tapetão, e sim no voto.

    Vou perder o mandato, mas não a dignidade, vou continuar lutando por segurança e voltar à Assembleia como o deputado mais votado na capital”, avisou.

    O presidente estadual do PMDB, deputado Waldyr Pugliesi, disse que a cassação de Moraes é uma “lição de democracia”. Para Pugliesi, Moraes trocou o PMDB pelo PSDB por puro oportunismo eleitoral.

    “As pessoas precisam aprender a respeitar os partidos. Porque os partidos não podem estar submetidos a interesses eleitoreiros de quem quer que seja”, disse o dirigente do PMDB.

    Pugliesi espera apenas pela comunicação da cassação à Assembleia Legislativa para convocar o suplente, Rafael Greca, para assumir a vaga.

    Publicado por jagostinho @ 13:04



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.