Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26abr

    ASSESSORIA DE IMPRENSA/GLEISI HOFFMANN

    Regina-reativar o conselho estadual das mulheres

    Em reunião na manhã desta segunda-feira (26) no Palácio das Araucárias com as deputadas estaduais Rosane Ferreira (PV) e Luciana Rafagnin (PT), com a pré-candidata do PT ao Senado, Gleisi Hoffmann, e com lideranças da sociedade civil, ligadas aos movimentos de mulheres do Paraná, a primeira-dama do Estado, Regina Pessuti, disse que o governador Orlando Pessuti pretende assinar decreto reativando o conselho estadual de mulheres do Paraná.

    E não é só: Pessuti deve encaminhar até meados do mês de maio à Assembleia Legislativa uma mensagem propondo a criação da secretaria Estadual de Mulheres do Paraná.

    “Abre-se uma nova perspectiva de políticas públicas para as mulheres no Paraná”, afirmou Gleisi, que completou dizendo que “a intenção manifestada pela primeira-dama, Regina Pessuti, de criar órgão executivo, como uma secretaria, fará avançar muito mais nos direitos das mulheres e na participação política delas”.

    Essa é uma antiga reivindicação que vai possibilitar ao estado, entre outras coisas, ser signatário do Pacto Nacional de Enfrentamento da Violência Contra a Mulher, obter recursos para esta finalidade e atuar em parceria com o governo federal.

    Até lá, a sociedade civil deverá realizar plenária dos movimentos sociais para indicar os nomes das pessoas que vão compor o conselho estadual de mulheres após a sua reativação.

    O conselho tem mandato de dois anos e é formado metade por mulheres representantes das instituições governamentais e a outra metade por integrantes de entidades da sociedade civil.

    Além da proposta, o governo do estado formula a criação de linhas de microcrédito diferenciado para as mulheres com o objetivo de gerar trabalho e renda e empoderar economicamente elas, que representam quase 30% das chefes de família no país, segundo dados do IBGE.

    A deputada Luciana destacou a necessidade de priorizar algumas ações concretas a partir da reativação do conselho, como políticas públicas de saúde da mulher, combate à violência e a aposentadoria das donas de casa.

    “Esta última conquista é um grito de liberdade para muitas mulheres e estamos a um passo de conseguir regulamentar o que já é um direito previsto em lei”, comemora Luciana.

    Já para Gleisi Hoffmann, a abertura do Governo do Estado em receber a sociedade, ouvir as reivindicações e encaminhar as soluções mostra a disposição em discutir e fortalecer parcerias.

    “O nosso estado é um dos poucos que ainda não assinou o Pacto Nacional de Enfrentamento da Violência Contra a Mulher. Com este compromisso temos a certeza que o Paraná poderá desenvolver excelentes parcerias  com a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres”, finaliza Gleisi.

    Em tempo: Matéria e foto de Thea Tavares.

    Publicado por jagostinho @ 20:23



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy
  • dario Disse:

    mais um cabide de emprego.Pessuti é igual a todos. Só para ganhar votos.

  • nonato Disse:

    Pessutão. Povão que empregos e não cabide de empregos. afinal é tua mulher que manda no governo? Que decepção!

  • japinha Disse:

    Vai criar uma secretaria dos gays e lésbicas? KKKKKKKK

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.