Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 05jun

    ASSESSORIA DE IMPRENSA/PV-PR/ROSA BITTENCOURT

    O Partido Verde do Paraná em reunião da Executiva Estadual, realizada em Curitiba, aprovou por unanimidade o pedido de impeachment do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nelson Justus (DEM) e do primeiro-secretário, deputado Alexandre Curi (PMDB) por decoro parlamentar.

    Na segunda-feira, dia 7, às 10h, será protocolado no Comissão de Ética, a representação com pedido de perda de mandado. A reunião realizada na sexta-feira (dia 4) durou mais de 3 horas e conforme avaliação dos dirigentes, a permanência dos dois deputados à frente da Casa de Leis é insustentável diante da gravidade dos acontecimentos.

    Na ação, o PV cita a série de reportagens do jornal Gazeta do Povo e RPC-TV que mostra sérios desvios aos princípios constitucionais da moralidade, impessoalidade e probidade administrativa que se espera dos parlamentares eleitos enquanto representantes do povo.

    As denúncias foram comprovadas por investigações conduzidas pelos policiais nomeados junto ao Gaeco, tanto que o Ministério Público do Estado do Paraná, já ingressou em juízo denunciando criminalmente vários dos envolvidos.

    Diante do que consta no Regimento Interno da Assembleia Legislativa, o presidente, não poderia, segundo o que consta na representação do PV, desconhecer os atos praticados, inclusive porque, sem no mínimo a sua conivência, nenhum dos crimes praticados teria ocorrido sobre seu comando e praticados por seus comandados diretos.

    Quanto ao primeiro-secretário, o artigo 23 do Regimento, determina que: “são atribuições do 1. Secretário: IX– inspecionar os trabalhos da Secretaria, fazer observar o seu regulamento, interpretá-lo e fiscalizar as suas despesas;

    ” Ou seja, também estava informado dos acontecimentos, além do que, ser junto com o presidente, alvo de inúmeras denúncias já solidamente comprovadas, que não deixam margem de dúvidas quanto ao grau de envolvimento de ambos os representados com as irregularidades cometidas.

    O artigo 247 dispõem que serão punidos com a perda do mandato, o deputado estadual que viole o decoro parlamentar. E o artigo 241 considera quebra de decoro as seguintes situações:

    o abuso das prerrogativas constitucionais asseguradas aos membros da Assembleia Legislativa; a percepção de vantagens indevidas, tais como doações, benefícios ou cortesias de empresas, grupos econômicos ou autoridades públicas, a prática de irregularidades graves no desempenho do mandado ou de encargos decorrentes e a criação ou autorização de encargos em termos que, pelo seu valor ou pelas características da empresa ou entidade beneficiada ou contratada, possam resultar em aplicação indevida de recursos públicos.

    O PV requer que seja admitida a representação e as acusações, por seus fatos, fundamentos e provas, para autorizar a instauração do processo disciplinar no Conselho de Ética da Assembleia Legislativa, o qual ao final, espera-se a perda do mandato dos deputados Nelson Justus (DEM) e Alexandre Curi (PMDB).

    AVISO DE PAUTA:

    Na segunda-feira (dia 7), das 12h às 13h, o advogado e ex-vereador Paulo Salamuni (PV) e o economista e ouvidor do PV, Rubens Hering, estarão à disposição da imprensa.

    Assunto: PV entra com pedido de impeachment do presidente da Assembleia Legislativa e do primeiro-secretário por decoro parlamentar

    Local: Partido Verde do Paraná – Rua Nilo Peçanha, 1315. Bom Retiro. Fone: 3232-9333.



    Publicado por jagostinho @ 21:47



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.