Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06jul

    PARANÁ ONLINE/ELIZABETE CASTRO

    A campanha eleitoral do senador Osmar Dias (PDT) ao governo está orçada em

    Foto: Aliocha Mauricio

    no máximo R$ 42 milhões. Já o ex-prefeito de Curitiba Beto Richa (PSDB) estima que poderá gastar até R$ 27 milhões com sua candidatura ao governo.

    Os números foram informados ontem ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), junto com a documentação que acompanhou o pedido de registro das candidaturas às eleições deste ano.

    O prazo para que os partidos apresentassem suas solicitações de inscrições foi encerrado ontem às 19 horas. As campanhas para o Senado, do ex-governador Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT), têm limite de gastos de R$ 15 milhões.

    Para a disputa de cadeiras na Câmara dos Deputados, o limite foi de R$ 6 milhões, enquanto que para deputado estadual o teto foi fixado em R$ 3 milhões.

    A coligação de Osmar reúne PDT, PMDB, PT, PR, PSC e PC do B, foi batizada de “A União faz um novo Amanhã”. A chapa completa foi registrada com 60 candidatos a deputado federal e 108 a deputado estadual.

    A assessoria da campanha de Beto Richa não forneceu a previsão de gastos das candidaturas ao Senado, à Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa. O candidato ao governo e os candidatos ao Senado, Ricardo Barros (PP) e Gustavo Fruet (PSDB) foram ao TRE fazer o registro da chapa completa.

    A aliança em torno da candidatura de Beto é formada por catorze partidos: PSDB, PP, PSB, DEM, PPS, PTB, PRB, PRP, PHS, PTC, PSDC, PTN, PSL e PMN. A coligação é chamada de “Novo Paraná”.

    O candidato ao governo do PV, Paulo Salamuni, estimou em R$ 743 mil sua campanha. O mesmo valor está previsto para o candidato ao Senado Rubens Hering, e os suplentes, o empresário Henor Pinto dos Reis e o advogado Maurício Vítor Leone de Souza.

    Entre deputados estaduais e federais o PV pediu registro para 115 candidatos. Na disputa proporcional, o limite de gastos é de R$ 943 mil. O candidato do PSOL, Luiz Felipe Bergman, calcula que irá gastar, no máximo, R$ 100 mil em sua campanha.

    Esta é a mesma previsão de despesas para as candidaturas ao Senado de Luiz Piva e Valmor Venturini. Outros R$ 200 mil foram estipulados como limite dos gastos das candidaturas a deputado federal e deputado estadual.

    Lista parcial

    A lista completa dos candidatos que solicitaram registro ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) será publicada até o final da semana. Se a convenção não indicou o número máximo de candidatos previsto na legislação, as direções dos partidos políticos poderão preencher as vagas remanescentes até 4 de agosto.

    O próprio candidato poderá solicitar o seu registro nos casos em que o partido se omitir, desde que o mesmo tenha sido escolhido em convenção. Nesse caso, o prazo é de 48 horas após a publicação do edital pelo TRE com a lista de candidatos do partido ou coligação.



    Publicado por jagostinho @ 10:06



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

3 Respostas

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.