Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 04fev

    Paraná-Online/Elizabete Castro

    Nani Gois/Assembleia
    Valdir Rossoni e Plauto Guimarães lacram as portas da Gráfica da Assembleia Legislativa do Paraná.

    O presidente da Mesa Executiva, Valdir Rossoni (PSDB) e o 1º secretário, Plauto Miró Guimarães Filho (DEM), lacraram oficialmente ontem a gráfica da Assembleia Legislativa, onde eram impressos a ordem do dia, o Diário Oficial da Casa e materiais de divulgação do trabalho dos deputados.

    Neste local foram impressos os famosos diários secretos que deram origem ao escândalo do ano passado envolvendo os funcionários fantasmas.

    O equipamento de impressão será transferido para o sistema penitenciário, conforme acordo entre o novo presidente da Assembleia Legislativa e a Secretária de Justiça, Maria Tereza Uille Gomes.

    O Diário Oficial da Assembleia não será mais impresso. Ele será publicado apenas no Portal da Transparência, um link do site oficial do Legislativo que mostra as prestações de contas dos deputados estaduais.

    Por enquanto, o Diário Oficial está apenas no site da Imprensa Oficial. A partir de agora, os atos legislativos, depois de digitalizados nos setores específicos da Casa, serão encaminhados via internet para o site da Imprensa Oficial, onde poderão ser consultados.

    O diretor da Imprensa Oficial, Ivens Pacheco, informou que, após receber o material encaminhado pela Assembléia Legislativa, a Imprensa Oficial tem condições de fazer a postagem no site num prazo de cerca de duas horas.

    O primeiro Diário Oficial da gestão do deputado Valdir Rossoni contém os 17 atos já baixados pela Mesa Diretora.

    O primeiro regulamentou a mudança da publicação dos atos oficiais. Os demais tratam da nomeação dos novos diretores e funcionários que passam a compor quadro diretivo da Casa.

    Para Rossoni, a medida é uma resposta às denúncias sobre a existência de diários secretos, revelada na série de reportagens realizadas pela Rede Paranaense de Comunicação e Gazeta do Povo, no ano passado.

    “Vivemos uma nova era e não poderá mais pairar dúvida sobre nenhum ato desta Casa”, afirmou Rossoni, referindo-se às investigações do Ministério Público Estadual que mostraram que diversas nomeações irregulares foram feitas em Diários Oficiais que nunca chegaram a publico.

    De acordo com a assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa, trinta funcionários trabalhavam na gráfica.

    Os servidores efetivos serão remanejados para outros setores e os comissionados foram dispensados, informou a assessoria.

    Publicado por jagostinho @ 12:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.