Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 19fev

    Paraná Online/Elizabete Castro

    Requião dá um "chega pra lá" em Fruet

    Para se contrapor à articulação de uma ala do PMDB para renovar o comando do diretório municipal de Curitiba e de levar o ex-deputado federal Gustavo Fruet (PSDB) de volta ao PMDB, o grupo ligado ao senador Roberto Requião começou a se aproximar do prefeito Luciano Ducci (PSB), candidato à reeleição.

    Ducci e Gustavo disputam, neste momento, o apoio do governador Beto Richa (PSDB) para ser o candidato do grupo à prefeitura da capital.

    No encontro entre Requião e Ducci, quinta-feira (17) em Brasília, o senador peemedebista deixou claro que não concorda em receber Fruet no partido e muito menos aceita que o PMDB apóie sua candidatura à prefeitura.

    Gustavo saiu do partido em 2004, depois de romper com Requião que costurou a aliança com o PT, que lançou o deputado federal Ângelo Vanhoni como candidato a prefeito.

    Na disputa anterior, Gustavo já havia sido derrotado na convenção pelo grupo que apoiou Maurício, o irmão de Requião, como candidato a prefeito.

    Como o PMDB, ou pelo menos uma ala, já está bem acomodada no governo do Estado, Ducci tenta amarrar o partido ao seu projeto, tentando repetir o arco de apoios de Beto na eleição ao governo no ano passado.

    Ao mesmo tempo, o prefeito vai minando o que poderia ser um braço de sustentação para a candidatura de Gustavo a prefeito se ele deixar o PSDB.

    Democracia interna

    Autor do pedido de dissolução do diretório municipal que será discutido na próxima segunda-feira pelo diretório estadual, o deputado estadual Reinhold Stephanes Junior disse que não é contra discutir com o PSB, mas que Requião e o diretório municipal não podem falar em nome de todo o partido.

    “O Requião é um senador e fala como senador do partido. Agora, a posição do partido tem que ser expressada por um novo interlocutor no diretório municipal. E não pode ser o Doático Santos. Tem que ser alguém que represente o partido e aglutine”, afirmou.

    Stephanes comentou que, neste momento, o partido deveria estar trabalhando para construir uma candidatura própria.

    “Eu mesmo tenho a vontade de ser candidato. Agora, se o Gustavo viesse, eu abriria mão. E se mudarmos a direção municipal, o Gustavo vem porque ele teria a garantia de que seria o nosso candidato”, afirmou.

    Mesmo se declarando amigo de Ducci, o deputado acha que uma aliança para apoiar a reeleição do prefeito deixaria o PMDB como coadjuvante do processo.

    “Numa aliança dessas, o PMDB seria o 25º partido a apoiar o Luciano. Não haveria muito espaço para nós”, comentou.

    Publicado por jagostinho @ 12:43



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

4 Respostas

WP_Cloudy
  • Antunes Disse:

    Assim o Requião vai minar o PMDB. Se ele não quer o Gustavo candidato à prefeito então que saia ele próprio como candidato.

  • @r_rene Disse:

    – O maior interessado na dissolução do diretório de Curitiba é o grupo do Beto. Stephanes está fazendo o jogo deles, querendo ou não.

    – O maior interessado em ter candidatura própria é justamente o diretório atual do PMDB de Curitiba.

    – No fundo é um sinal de fraqueza do Stephanes apelar para a tentativa de dissolução do diretório. Ele está isolado e já recebeu oferta do DEM.

    – Quanto ao Ducci, não é só o PMDB que o está querendo. O PT já está correndo por fora, tentando isolar o Ducci do Beto, quando Gleisi ofereceu suporte ao Ducci em Brasília ao percorrerem os ministérios atrás de verba para a Copa.

  • Tweets that mention Jota Agostinho » Arquivo do Blog » REQUIÃO TRAMA CONTRA RETORNO DE FRUET AO PMDB -- Topsy.com Disse:

    […] This post was mentioned on Twitter by edna ziliani, Paulo Devechi and Alexandre Gonçalves, Jota Agostinho. Jota Agostinho said: REQUIÃO TRAMA CONTRA RETORNO DE FRUET AO PMDB – http://bit.ly/ifjkIU […]

  • Pedroca Carvalho Disse:

    Onde tem confusão, tem Requião. O caro é um autoritário, ditador, megalomaníaco… Mas foi eleito deputado estadual, prefeito de Curitiba, governador do Paraná [3 vezes] e senador [2 vezes. Sempre pelo voto direto, embora caluniando, intrigando etc. Pode-se não gostar do homem [eu, por exemplo, nunca votei nesse coisa-ruim]. Mas é preciso respeitar o direito do povo em tê-lo como homem público.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.