Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26abr

    Prefeitura de Tibagi/Assessoria de Comunicação

    Toda construção civil exige documentos técnicos e assessoria especializada de

    Prefeito Sinval e Sandro/Foto de Christian Camargo

    engenheiros – o que representa custos na obra.

    Para o programa EcoMoradia, coordenado pela Associação Habita Tibagi, uma parceria especial vai reduzir o valor dos trâmites para 25% do que seria cobrado no mercado formal.

    O prefeito Sinval Silva (PMDB) assinou na tarde desta segunda-feira (25) convênio com a Associação de Engenheiros de Telêmaco Borba que vai prestar o serviço a custo reduzido nas construções das casas ecológicas, habitações de interesse social.

    O termo de cooperação prevê repasse de R$ 200 por casa construída à Associação, que vai providenciar a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), três modelos de projetos e ainda acompanhar o andamento da obra.

    “Com isso, conseguimos ainda mais economia na edificação das moradias para a população carente de Tibagi”, diz Sinval Silva.

    Sandro Dias Baptista, presidente da Associação, explica que a boa ação é parte do programa Casa Fácil, em parceria com o Crea (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura).

    “Para nós é uma oportunidade de fazer o trabalho social, levar assistência técnica para famílias de baixa renda”, comenta.

    Também participou da reunião o conselheiro do conselho deliberativo da Associação, Josildo Soares, que ressaltou a importância da documentação no processo de construção.

    “Ao final, o morador vai ter sua casa regularizada”, realça.

    Além de três modelos de projetos arquitetônicos padrão, a Associação também fará projetos específicos para reformas e ampliações de moradias.

    EcoMoradia

    Construir 100 casas ecológicas até o final deste ano é a meta do prefeito Sinval. “Já temos mais de 30 prontas e outras 12 em construção na Vila São José e Beira Rio. Quero entregar a centésima no Natal”, pontua.

    As moradias têm 36 m2 , com dois quartos, sala, cozinha e banheiros. As paredes são feitas de tijolo ambientalmente correto, composto de solo-cimento e com secagem ao ar livre, sem passar pela queima no forno.

    Outro fator ecológico está na madeira utilizada na estrutura, que tem origem certificada. A construção das habitações populares gera trabalho e renda, já que mais de 30 trabalhadores integram a Associação Habita Tibagi.

    Publicado por jagostinho @ 18:35



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • MÍRIAM Disse:

    A assistência técnica é importante aliada às condições habitáveis e 36m2 é muito pequena . Repete o velho modelo pombal . Em geral é um público que tem maior número de filhos como mais a sogra , primo de outra cidade , o bisa velhinho , tio encostado de porre , e aí vai…. Não fez nada além da obrigação e ainda , pouco . Sr prefeito , estás condenado a passar 15 dias de férias no Casa Fácil . Bom descanso. Ah… não pode levar o conforto do microondas, geladeira duplex , aquecedor , ar condicionado , lençóis trussard de algodão egípcio 600 fios , nem toalhas de banho de qualidade . Só enxoval descombinado , presente da tia velha em sacolinha de “prástico” . Tome água da torneira em cristal etti ( padrão massa de tomate) Regularize , a documentação de spa com antecedência e aproveeeiiiiteeee !!!

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.