Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 15jun

    A maioria dos brasileiros verá a Lua nascer eclipsada nesta quarta-feira, 15.

    O fenômeno ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua estão alinhados, com nosso planeta no meio.

    As regiões que poderão observar o eclipse do início ao fim estão na África, no Oriente Médio, na Ásia e na Oceania.

    Norte-americanos não conseguirão ver o fenômeno e os europeus, assim como os brasileiros, só verão o fim.

    A última ocorrência de um eclipse como este, com o tempo de duração semelhante, foi em julho de 2000, de acordo com informação da Nasa.

    Este é um dos dois eclipses lunares deste ano, mas o único que será visível para os brasileiros. O outro ocorrerá em dezembro.

    Além destes, teremos ainda dois eclipses solares, um em 1º de julho e outro em 25 de novembro.

    O próximo eclipse lunar que poderá ser visto no Brasil por completo está previsto apenas para setembro de 2015.

    O astrônomo e professor da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) Paulo Sérgio Bretones explica que o eclipse lunar desta quarta-feira se iniciará por volta das 15h22, o que significa que não será percebido no Brasil porque a Lua não terá nascido no horizonte.

    Por volta das 16h22 a Lua cheia estará totalmente coberta pela sombra da Terra.

    Em São Paulo, por exemplo, a Lua ficará visível por volta das 17h25, quando já estará eclipsada. Dois minutos depois, o Sol vai se por.

    Portanto, o satélite estará escuro, mas o crepúsculo ainda iluminará o céu por alguns minutos.

    Às 18h02 a Lua começará a deixar a sombra e às 19h02 ela estará novamente iluminada pela Sol por completo.

    “Desta vez a Lua estará dentro do eclipse e vai estar nascendo e ao mesmo tempo que o sol estará se pondo. A Lua vai começar a ser visível quando já estiver eclipsada, então o grande desafio para os observadores será notar que a Lua já está lá. Ela vai estar bem apagada,” avisa Bretones.

    A observação do fenômeno poderá ser feita com binóculos, lunetas e telescópios amadores, de acordo com o pesquisador.

    Publicado por jagostinho @ 11:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.