Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 20jul

    ASSESSORIA DE IMPRENSA ENIO VERRI

    Líder da oposição na Assembleia Legislativa (Alep), o deputado estadual Enio Verri (PT) (foto) avaliou como positiva a atuação da bancada no primeiro semestre de 2011.

    Para Verri, os parlamentares cumpriram o papel de fazer oposição crítica e construtiva ao governo Beto Richa (PSDB).

    O deputado destacou que a bancada apoiou projetos que, de fato, melhoraram a vida da população paranaense e criticou, sempre apontando as soluções, propostas que não representaram um avanço para o Estado.

    “Apoiamos os projetos que foram bons para a população e, quando houve discordância, fizemos um debate profundo, sempre apresentando argumentos e alternativas.

    O aspecto negativo é que a oposição é composta por apenas 13 ou 14 votos, de um total de 54 deputados. Emendas que seriam fundamentais para o Paraná não foram aprovadas”, afirmou.

    Verri criticou a subserviência da bancada governista e lamentou o baixo nível dos debates quando os deputados da base do governo foram questionados.

    O parlamentar citou como exemplo o projeto que criou as supersecretarias para a esposa e irmão do governador, Fernanda Richa e José Richa Filho.

    “Nenhum deputado foi ao plenário para dizer os motivos pelos quais o projeto era bom, que era uma proposta inovadora, que iria causar economia para as finanças do Estado, que seria melhor para a população”.

    ” Foram ao plenário para criticar o governo anterior ou fazer comparações com o governo federal. Este é um debate muito pobre e mostra a fragilidade da liderança do governo, que conseguiu aprovar os projetos porque tem muitos votos, e não porque eles representam um avanço para o Paraná”, argumentou.

    Entre os assuntos que estarão na pauta da Alep no segundo semestre, Verri afirmou que a oposição irá se mobilizar contra o projeto que cria a agência reguladora para a Copel e a Sanepar.

    “É uma proposta até positiva, concordamos com a agência para o pedágio, para o controle dos transportes intermunicipais, tudo isso é necessário. Entretanto, o governo quer colocar sob a agência reguladora também a Sanepar e a Copel. Nós não concordamos porque acreditamos que esta é uma tentativa de iniciar um processo de privatização”, disse.



    Publicado por jagostinho @ 13:08



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • carlos toledo Disse:

    O PDT É UQEM FICOU CREDENCIADO COMO O PARTIDO VERDADEIRAMENTE COMO OPOSIÇÃO NO PARANA DESDE 2006 E NÃO O PT OU PMDB.
    NESTE CASO NA VERDADE O PT E PMDB USARAM A COLIGAÇÃO PROPORCIONAL PARA SE ELEGER SEUS DEPUTADOS E SENADORES VAMOS LARGAR DE CONVERSA MOLE GENTE.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.