Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 09ago

    PARANÁ ONLINE/ROGER PEREIRA

    Renata Bueno encaminhou seu pedido ao vereador ao vereador Sabino Picolo: “Nosso pedido é tecnicamente perfeito. Todos os especialistas que consultamos concordam".

    Diante do parecer contrário da procuradoria jurídica da Câmara Municipal, a vereadora Renata Bueno (PPS) protocolou, na sessão desta segunda-feira, recurso ao plenário para que seu pedido de afastamento de Derosso enquanto durarem as investigações sobre supostas irregularidades em contratos de publicidade seja votado pelos vereadores.

    O recurso será analisado na próxima quarta-feira pela Comissão de Legislação e Justiça da Casa.

    “Nosso pedido é tecnicamente perfeito. Todos os especialistas que consultamos concordam que podemos pedir a instalação da comissão processante, que seria o dispositivo regimental mais correto para esse caso”, disse a vereadora.

    “O Conselho de Ética é importantíssimo, mas tem uma atuação para questões mais específicas, não para uma crise como essa”, continuou.

    Se tiver outra resposta negativa na quarta-feira, o PPS já prepara mandado de segurança a ser impetrado na Justiça comum

    Renata disse que quer que seu pedido vá ao plenário mesmo reconhecendo que dificilmente será aprovado pelos vereadores, uma vez que, hoje, apenas nove dos 38 parlamentares seu favoráveis à comissão processante.

    “Mesmo se perdermos por goleada, essa goleada toda a sociedade vai saber quais vereadores querem o caso esclarecido e quais não querem. Não vamos fazer nenhum trabalho de convencimento, nenhum pedido de apoio para nossa proposta, não faço política assim, vamos escancarar quem é quem na Câmara. A população aguarda uma posição dos seus vereadores”, disse.

    A vereadora entende que, mesmo que a Câmara mantenha o caso apenas no Conselho de Ética, Derosso deve ser afastado da presidência da Casa.

    “Isso já não é mais uma questão de legislação. É questão de moral e de ética”, disse.

    Publicado por jagostinho @ 12:16



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.