Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 17ago

    por Jorge Yared Filho*

    Seria dinheiro? Não acredito! Vaidade pela vasta exposição na midia? Talvez. Desafio jurídico para marcar seu já grande rol de “vitórias impossíveis”, com certeza.

    Dotti foi meu professor de direito penal. Sempre o respeitei, não só como mestre, mas também pela sua postura. Pela sua educação.

    Confesso que não acreditei quando me informaram que seria ele o mentor da defesa de Carli Filho. Está certo. É um criminalista. Sua função é, em aceitando o caso, defender seu cliente até onde vai seu conhecimento, sua experiencia.

    Mas, como já foi postado aqui, há sim a condição de aceitar ou não a causa, dependendo de sua consciencia e do ônus de uma acachapante derrota no Tribunal.

    O que tenho, sinceramente percebido é a linha equivocada estabelecida pela estratégia de sua defesa.

    Talvez, esteja ele apostando na influencia que julga ter sobre o Tribunal de Justiça do Paraná e pelo histórico de vitórias conquistadas.

    Mas, neste caso, com a repercussão da mídia nacional, onde ele não é conhecido, sua tese de defesa extrapola o senso de ridículo.

    Boechat apenas falou o que todos pensamos. Culpar os meninos, mortos pelo menino irresponsável, é de uma infelicidade à toda prova.

    Por tudo o que já vi e li, só posso aceitar uma coisa: ou Dotti está muito confiante de sua influencia junto aos desembargadores, ou vive o ocaso de sua brilhante trajetória jurídica, ao estabelecer uma linha ilógica de raciocínio e achar que poderá com sua retórica convencer as pessoas que o preto de repente virou branco e que o sol brilhará de noite e a lua de dia.

    O máximo que conseguirá é irritar uma sociedade bem informada e que apenas quer que a justiça fale mais alto. Ela precisa dar a resposta que o caso exige.

    A impunidade defendida por Dotti só fará crescer o morticínio no trânsito de nossas estradas, ruas e avenidas. O que hoje já é uma infeliz realidade poderá ficar ainda pior.

      (jorgeyared.blogspot.com)

    Publicado por jagostinho @ 16:50



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.