Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 19ago

    UOL NOTÍCIAS

    Rossi, segundo o PSDB, um hipócrita

    O maior partido da oposição demonstrou, na noite desta quinta-feira (18), que se sentiu atingido pelas farpas lançadas pelo ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi (PMDB-SP), que ao deixar o cargo, após uma série de denúncias de irregularidades na pasta que comandava, escreveu uma carta em que se declara vítima de uma campanha entre a imprensa e políticos contra ele.

    “Deram voz até a figuras abomináveis que a minha cidade [São Paulo] já relegou ao sítio dos derrotados e dos invejosos crônicos. Alguns deles não passariam por um simples exame de sanidade”, diz um dos trechos da carta.

    Em outro pedaço, a nota do peemedebista diz: “sei de onde partiu a campanha contra mim. Só um político brasileiro tem a capacidade de pautar ‘Veja’ e ‘Folha’ e de acumular tantas maldades fazendo com que reiterem e requentem mentiras e matérias que não se sustentam por tantos dias.”

    O documento gerou uma série de repercussões que levou o presidente nacional do PSDB e deputado federal, Sérgio Guerra, a divulgar uma nota repudiando a carta do ex-ministro.

    “Esse texto é uma atitude hipócrita, típica de quem foi pego em atos de improbidade. Mostrar falsa indignação e procurar desviar o foco da questão real, cuja divulgação expressou fatos relatados por membros de seu próprio ministério e de seu partido”, afirma o documento assinado por Guerra.

    Procurado pela reportagem, o tucano não respondeu às chamadas. Segundo sua assessoria, ele estaria em viagem para o Acre.

    Leia a íntegra da nota de Guerra:

    O ex-ministro Wagner Rossi, ao justificar o seu pedido de demissão do Ministério da Agricultura, atribuiu a sua decisão à uma “campanha sórdida” da imprensa, que tem como finalidade a “… destituição da aliança de apoio à presidente Dilma e ao vice- presidente Michel Temer, passando pelas eleições de São Paulo…”.

    Esse texto é uma atitude hipócrita, típica de quem foi pego em atos de improbidade: mostrar falsa indignação e procurar desviar o foco da questão real cuja divulgação expressou fatos relatados por membros de seu próprio ministério e de seu partido.

    Esse é mais um episódio na triste trajetória da aliança que sustenta o governo atual. E, certamente, não é o capítulo final.

    Não vamos nos intimidar e vamos continuar apoiando todas as ações que tenham por finalidade o combate à corrupção e à defesa do Estado brasileiro.

    Brasília, 18 de agosto de 2011
    Deputado Federal SÉRGIO GUERRA
    Presidente Nacional do PSDB

    Publicado por jagostinho @ 12:06



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.