Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 24ago

    FOLHA.COM

    Onda de Revoltas Após a tomada do complexo residencial de Bab al Aziziya, em Trípoli, os rebeldes sinalizaram nesta terça-feira uma vitória contra as forças de Muammar Gaddafi, embora o ditador ainda esteja desaparecido e tenha divulgado uma mensagem de áudio nas últimas horas prometendo “morte ou vitória” contra os insurgentes.

    No poder há 42 anos, o líder e sua família governam o país com mão de ferro há mais de quatro décadas. Veja uma linha do tempo de seu regime:

    1942
    Muammar Gaddafi nasce em Sirte, em uma família de influentes beduínos

    1961
    Entra na academia militar, e se forma cinco anos depois

    1969
    Dirige o golpe de Estado contra o rei Idris, quando este visitava Atenas. Em 1º de setembro, assume o poder

    1971
    Cria a União Socialista Árabe, único partido no país

    1973
    Após um fracassado golpe de Estado, declara uma “revolução cultural” com a inclusão dos comitês populares de base, células que atuam como pequenos ministérios

    1975
    Supera uma tentativa de golpe

    Frederic Neema – 16.out.1989/Reuters
    Gaddafi com o ex-ditador egípcio, Hosni Mubarak, em 1989;
    Gaddafi com o ex-ditador egípcio, Hosni Mubarak; protestos queriam saída de ditador há 42 anos no poder

    1976
    Publica o chamado “Livro Verde”, no qual defende uma “terceira teoria universal”, que rejeita o capitalismo e o socialismo, por considerá-los alheios ao contexto social árabe

    1977
    Proclama a Jamahiriya (República de massas) com a criação dos chamados comitês revolucionários, organizações de base que controlam a atividade política, do novo Estado

    1981
    Em 19 de agosto, caças americanos derrubam dois aviões líbios sobre o Golfo de Sidra, porção do mar da Líbia reivindicado por Gaddafi

    1986
    Estados Unidos acusam a Líbia de envolvimento em um ataque com bomba numa discoteca de Berlim que mata dois oficiais americanos. Dias depois, um ataque aéreo americano contra Trípoli e o porto de Benghazi deixa 41 mortos, entre os quais uma filha adotiva de Gaddafi

    1988
    Um avião da empresa americana aérea Pan Am cai sobre Lockerbie (Escócia), matando 270 pessoas entre os passageiros o avião e pessoas em terra. Dois agentes líbios são acusados de envolvimento

    1992
    Gaddafi recebe sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas por sua recusa em entregar os suspeitos pelos atentados contra um avião da companhia americana Pan Am, e outro da UTA, em 1989

    1994
    A ONU endurece as sanções e ordena o congelamento de ativos líbios no exterior

    1999
    Gaddafi entrega os dois suspeitos pelo atentado contra a Pan Am, Abdelbaset al-Megrahi e Lamin Khalifah Fhimah, e empreende uma campanha de promoção internacional

    2004
    Ditador anuncia uma indenização às 160 vítimas do atentado contra a discoteca “La Belle”, em Berlim, em 1986, pelo qual os serviços secretos líbios foram acusados

    France Presse
    Muammar Gaddafi em foto de 1969; seu regime está ameaçado e na iminência do fim diante do avanço rebelde
    Muammar Gaddafi em foto de 1969; seu regime está ameaçado e na iminência do fim diante do avanço rebelde

    No mesmo ano, o governo líbio e os familiares das 170 vítimas do atentado contra o avião da companhia UTA em 1989, pelo qual também se culpou a Líbia, assinam em Paris um acordo de indenização de US$ 1 milhão

    2010
    Vários documentos diplomáticos americanos vazados pelo Wikileaks qualificam Gaddafi como um homem “volúvel e excêntrico”, que sofre de graves fobias e atua conforme seus caprichos

    2011

    Fevereiro – Tem início uma revolta popular sem precedentes contra seu regime, fortemente reprimida por seu Exército, deixando ao menos 10 mil mortos, segundo organizações humanitárias

    Março – Começa um conflito civil

    Maio – O Tribunal Penal Internacional (TPI) solicita uma ordem de detenção contra ele, seu filho Saif al Islam e o diretor da inteligência militar do regime, seu cunhado Abdullah al Senussi, por crimes contra a humanidade

    Agosto – Os rebeldes avançam e chegam a Trípoli após vários meses de combates com as tropas leais a Gaddafi. Tomam o complexo do ditador na capital.

    Publicado por jagostinho @ 09:19



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.