Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 04dez

    Equivocaram-se aqueles que denominaram o Atletiba, deste domingo, como “o do século”. Não era.

    E, pelo contrário, foi um jogo medíocre e sonolento. Bem esquisito mesmo.

    O Atlético caiu para a segunda divisão mesmo ganhando, pois o Cruzeiro goleou o Atlético Mineiro. Nenhuma novidade nesta queda.

    Os dirigentes atleticanos conseguiram, por sua incompetência e mediocridade administrativa, transformar o time em algo tão ridículo que machucou muito os corações de uma torcida apaixonada e sempre fiel.

    O começar de novo acontecerá a partir de 18 de Dezembro de 2011, quando Petraglia será, estrondosamente, entronizado para colocar o Atlético nos eixos , em todos os sentidos.

    Já o Coritiba, de presidente novo, Vilson Ribeiro de Andrade, tem que repensar algumas coisas, no seu comando do futebol. Têm coisas que, por conveniência ou omissão, não estão sendo ditas.

    Há que se reconhecer a conquista do campeonato paranaense invicto e, principalmente, o recorde mundial de vitórias consecutivas.

    Mas, na hora da verdade, quando conquistas maiores estavam em jogo, o time decepcionou.

    Ninguém esquece da perda do Copa do Brasil. Estava na mão.

    O treinador Marcelo Oliveira equivocou-se e, no segundo jogo, deu de bandeja o título para o Vasco.

    Aliás, onde estaria, neste momento, a “arma secreta” , o Marcos Paulo que o treinador inventou naquela oportunidade?

    Nem vou citar outros equívocos durante o Brasileiro. Vou ater-me ao jogo de hoje.

    Uma pergunta: Quem fez mais gols este ano para o Coritiba? Resposta: Bill.

    E ficou no banco num jogo onde um golzinho colocaria o time na Libertadores, contra um Atlético trêmulo e dependendo de mil combinações para não cair.

    Mas, o pior é que quem esteve no lugar do Bill, nas últimas partidas também, Leonardo, é um dos piores jogadores que vi jogar com a 9 do coxa.

    É muito ruim. Só Freud explica esta insistência. Se Bill não vai ficar para o ano que vem, então nem deveria estar no banco de reservas. Pois, se está em condições, teria que ser o titular.

    Em resumo, o Marcelo Oliveira, com seu bom-mocismo, tem uma gigantesca boa vontade dos dirigentes e da imprensa.

    Contudo, para meu gosto, não serve. É medroso, indeciso e só foi no vácuo do belo trabalho de Ney Franco.

    Quando o Coritiba dependeu de arrojo e criatividade dele, deu no que deu.

    O Coritiba não ganhou nada. No futebol, chamam seu comportamento de “pipoqueiro”.

    Vilson, mesmo com sua fala mansa e gentil, você deve enquadrar o treinador.

    Pois estou achando que o Coritiba é muita areia para o caminhãozinho do Marcelo Oliveira.

     

     

    Publicado por jagostinho @ 20:31



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • @Renezao_ Disse:

    Atlético rima com patético
    Vai para a segundona !!!
    hahahaha

  • Fernando Correa Martins Disse:

    Assino embaixo, Jota. Ontem me deu saudades do Tostão, do Alex… Jogadores decisivos que na hora da decisão se apresentavam e decidiam. Craques. Coisa que o Coritiba não tem. O nosso treinador realmente ficou devendo. Não é do meu gosto também. Não investe nos jogadores da base e insiste em Éverton Costa, Anderson Aquino e insistiu com Édson Bastos até quando tínhamos perdido pontos demais e agora fizeram falta. Um time medroso fora do Couto. Um time gigante no Couto. O Marcos Paulo pagou o pato aquele dia, mas é um volante com potencial, jovem, da base e não o que ele queria que ele fosse aquele dia da final contra o Vasco. O medo do MO fez o nosso Coritiba perder um título e uma vaga na Libertadores em um campeonato nivelado por baixo, em que o campeão ganhou quase todos os jogos que ganhou pelo placar mínimo. Um time mediano como o nosso Coritiba, mas que acredita que é melhor do que realmente é e não tem medo. O rival caiu, merecidamente, pois há anos negligenciou o futebol e sentou em cima de uma fama de grande, de Manchester das Araucárias, incaível e quando viu, vai jogar com o Guaratinguetá ao lado de Aparecida do Norte…
    O Coritiba precisa usar mais a base, precisa de um craque no meio de campo, um craque na defesa e um craque no ataque. Jogadores que a gente sabe… Vão decidir. Precisamos de um treinador que não tenha medo de jogar e de lançar a garotada. Chega de Anderson Aquino, Pereirão e etc. Obrigado por tudo, mas é hora da piazada que ganhou a Taça BH ano passado. Luccas Claro, Djair e outros que têm qualidade e potencial.
    Que saudades da época em que o nosso futebol era jogado com a bola no chão e não corrido e com chutão. Volta, Tostão! Volta, Alex!
    SAV
    E feliz Segunda para os rivais da SEGUNDA DIVISÃO!
    Um abraço.
    Fernando

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.