Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 16jan

    BLOG DO JOSIAS DE SOUZA

    Calma, não se anime. O político 100% ético existe. Mas só na ficção. Chama-se Paulo Ventura. Será interpretado pelo ator Domingos Montagner, na minissérie ‘O Brado Retumbante’, de Euclydes Marinho.

    Presidente da Câmara, Paulo assumirá o Planalto graças a uma fatalidade. O titular do governo e o vice morrerão num acidente. Ao assumir, se defrontará com a roubalheira.

    Impermeável à corrupção, Paulo combaterá o bom combate. Será popular, muito popular, popularíssimo. E tentará governar escorado em seu grupo palaciano e nos altos índices das pesquisas.

    Nas pegadas da independência política, virão as conspirações. José Wilker, na pele de Floriano, viverá um ministro aético. De dentro do governo, comandará as maquinações contra o presidente neófito.

    Floriano será pilhado apalpando dinheiro sujo. Suas picaretagens  serão registradas em grampos e fotos. A despeito da ficha suja –ou por causa dela— será a principal alternativa presidencial da velha guarda da política.

    Por trás de Floriano, a insuflá-lo, um senador mau-caráter personificado por Luiz Carlos Miele. Acossado por denúncias de rapinagem, associa-se às investidas contra o presidente.

    O senador não tem nome. Chamam-no apenas de ‘Senador’. A sinopse da minissérie anota: o personagem é “tão emblemático que não é preciso nem chamá-lo pelo nome – todos sabem que ele é O Senador.” Hummm…

    Paulo, o político virtuoso da ficção, manterá um blog na internet. Convidará a juventude a se associar às suas causas. Eis a principal bandeira: o fim do foro privilegiado para congressistas e autoridades.

    ‘O Brado Retumbante’ estreará nesta terça (17). Vai ao ar na Globo, às 23h30. A parte que trata dos escândalos e dos conluios, sobreviverá ao enredo.

    O pedaço que exibe um mandatário intransigente vai durar oito dias. O tempo de uma minissérie. Fora da TV não há rigidez de caráter nem austeridade de princípios.

    Na política real, tudo é inocência e cumplicidade. Não necessariamente nessa ordem.

    ASSISTA A CHAMADA:

    http://youtu.be/gHiCX9yozvY

    Publicado por jagostinho @ 11:18



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • Carlos Toledo Disse:

    Pontos fundamentais das adesões.

    Primeiro— acabar com fórum privilegiados em todos os poderes do pais.

    Segundo— acabar com a imunidade para todos os cidadãos de todos os poderes, salve se no caso dos parlamentares quando este estiver no exercício de suas funções nos locais trabalhos em exercício da função em tribunas.

    Terceiro— que as nomeações de ministros do STF sejam eleitos pelos votos do povo conjuntamente com as entidades dos meios jurídicos etc.

    Quarto—- acabar com reeleição em todos os poderes públicos, sindicatos e associações elevando para cinco ou seis anos de mandatos em uma só eleição no pais, no caso legislativo escalonado degrau em degrau. ainda que para ser candidato tenha pelo menos curso segundo grau mínimo seja qual for pleito.

    Quinto— acabar com votos secretos no congresso nacional, Senado Federal, assembléias estaduais , câmara municipais , salve se para derrubada de veto dos poderes executivos

    Sexto—– acabar com o nepotismo de verdade, criando uma lei para que parentes de primeiro grau só possa se candidatar após um ou dois anos em que o parente com mandato ter deixado o cargo.

    Sétimo— acabar com a farra daqueles que usam se dos meios de comunicações para levar vantagem sobre outros nas disputas eleitorais, podendo estes se candidatar após terem deixado as funções de um a dois anos antes das convenções.

    Oitavo— criação de uma lei para que pesquisas eleitorais só possa ser realizadas após os registros dos Candidatos em geral

    Carlos F. Toledo
    a tempo venho tentando chamar atenção dos blogueiros que na maioria só divulga a corrupção mas não entenderam que movimentos tem que ser propositivos , não adiante fazer agitações para fazer alegria de alguns políticos que se aproveitam destas manifestações para se promoverem.

  • Míriam 8 Disse:

    Carlos Toledo , a sugestão é válida , mas , quem sabe isso ocorra em outro planeta onde não hajam terráqueos políticos e politicalha.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.