Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 28jan

    JORNALE

    Pesquisa servirá para programação de semáforos


    O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) coordenará uma pesquisa de contagem de tráfego em 150 cruzamentos das ruas do Anel Viário Central.

    A pesquisa começa depois do Carnaval e servirá, principalmente, para subsidiar a programação dos semáforos.

    Outra parte do trabalho, pesquisar a fluidez do trânsito no Anel Viário.

    Além das melhorias viárias com novas calçadas e iluminação que já estão sendo feitas, o Anel Viário contará com modernos equipamentos de monitoramento de tráfego como semáforos inteligentes, câmeras e painéis com informações em tempo real sobre o trânsito da região.

    Esse aparato tecnológico será instalado ao redor do Centro da cidade para melhor fluidez do trânsito num raio de 25 quilômetros.

    “A pesquisa serve justamente para fornecer dados que serão analisados e vão ajudar a compor o sincronismo dos semáforos nos cruzamentos do Anel Viário”, explica o diz o responsável pelo setor de Controle de Tráfego de Área do Ippuc, José Álvaro Twardoski.

    O sincronismo semafórico será feito através de softwares.

    A rede semafórica do Anel Viário Central será feita com um sistema adaptativo, de auto-regulagem automática, de acordo com as condições de tráfego de cada momento nas vias onde ficarão os semáforos.

    Os semáforos adaptativos modificam os tempos (verde, vermelho e amarelo) de acordo com a informação de tráfego que detecta. Assim, é possível controlar todas as funções através de comandos enviados por uma central de controle.

    A tecnologia reduzirá paradas deixando mais rápido o fluxo. No entanto, Twardoski alerta que haverá prioridade para os ônibus nos cruzamentos da canaleta do expresso com o Anel Viário.

    “Nos cruzamentos da canaleta com o Anel Viário os ônibus terão prioridade sobre o transporte individual”, diz.

    A canaleta do expresso cruza o Anel Viário na avenida Sete de Setembro com as ruas Desembargador Motta e Brigadeiro Franco; Rua Fernando Moreira com a Martim Afonso e avenida João Gualberto com ruas Augusto Severo e Mauá.

    As obras do Anel Viário são feitas pela Prefeitura de Curitiba em parceria com o governo estadual, com recursos do Fundo de Desenvolvimento Urbano (FDU).

    No total, serão investidos R$ 36 milhões. Estão previstos a revitalização de 25 quilômetros de ruas que formam um anel ao redor do centro de Curitiba.

    O objetivo é melhorar a mobilidade e a acessibilidade em toda a região central. Também será feita a adequação e sincronização dos semáforos para o trânsito fluir melhor.

    Passando por oito bairros – Rebouças, Alto da XV, Alto da Glória, Centro Cívico, Bom Retiro, Mercês, Batel e Água Verde.

    “O Anel Viário será uma nova opção para que os motoristas desviarem do centro da cidade de forma rápida, deixando o tráfego dentro das vias centrais mais lentas e propícias aos pedestres e ciclistas, por exemplo”, explica Twardoski.

    Publicado por jagostinho @ 13:48



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.