Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 06fev

    LUQUE/PARAGUAI

    Blatter afirmou que confia que o Brasil cumprirá todos os prazos para a Copa de 2014

    Joseph Blatter, presidente da Fifa,  afirmou neste domingo que o Brasil organizará um Mundial ‘extraordinário’ em 2014 e apelou para a concretização das obras de infraestrutura necessária para abrigar a competição.

    “Brasil vai organizar um Mundial extraordinário. Isso é um fato. No momento, algumas pessoas duvidam,  mas no final terão um grande Mundial”, afirmou Blatter durante sua visita pelo Paraguai.

    “Naturalmente, como em todo os Mundiais que temos organizados nos últimos trinta anos, dizem que os estádios não estão prontos, que temos problemas nos aeroportos, nas estradas, mas no final tudo será feito”,  continuou o presidente da Fifa.

    Blatter ressaltou que a realização de um bom espetáculo internacional deve ter todas as garantias dadas pelas autoridades.

    “Não temos dúvidas que todas as construções estarão prontas. É um país (Brasil) extremamente futebolístico. Existem muitas discussões, mas a Fifa não tem dúvidas que será um grande Mundial”, argumentou.

    As declarações do presidente da Fifa aconteceram durante a sua participação como convidado do Congresso Extraordinário da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), na cidade de Luque, próximo a Assunção, no Paraguai.

    No evento, a Conmebol aprovou medidas para evitar a interferência política e governamental nas federações de futebol da região.

    Sobre a questão, Blatter disse que “deve existir uma compreensão mútua entre as autoridades da política e do futebol” e que se existe respeito, não existe problemas, mas reconheceu que nem sempre existe “fair play” nessas questões.

    “É por isso que a Fifa deve intervir nas interferências políticas em associações. Esse é um tema que a Conmebol tem enfrentado nos últimos anos no continente” ressaltou Blatter antes de reconhecer que o “futebol não pode ser organizado em um país sem respeito às leis nacionais de educação, esporte, saúde pública e região”.

    Publicado por jagostinho @ 11:13



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.