Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 28mar

    GAZETA DO POVO

    O decreto que determina que os servidores estaduais de área da saúde do Paraná cumpram carga horária de 40 horas semanais deverá ser revogado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

    O anúncio foi feito por Michele Caputo Neto, responsável pela pasta, e pelo secretário da Administração e Previdência, Luiz Eduardo Sebastiani, durante reunião com os servidores na tarde desta terça-feira (27).

    Em nota, a Sesa afirmou apenas que iria pedir a revogação do decreto.

    A diretora do Sindicato dos Trabalhadores e Servidores em Serviços Públicos de Saúde Pública e Previdência do Paraná (SindSaúde), Eloísa Helena de Souza, afirmou que não ficou claro como fica a situação dos servidores com a revogação.

    Uma das reivindicações da categoria é para que a carga semanal seja de 30 horas semanais. “Para o sindicato, fica subentendido que a carga será de 30 horas, a partir da revogação do decreto das 40 horas”.

    A carga horária de 40 horas foi instituída no governo de Roberto Requião.

    Eloísa disse que os detalhes da proposta devem ser apresentados pelo governo estadual na próxima reunião com os servidores, que está marcada para 19 de abril.

    A Sesa afirmou ainda, por meio de nota, que 942 servidores da saúde receberão pagamento de promoções e progressão de carreira. Os valores serão pagos na folha de abril.

    “A decisão [de fazer o pagamento dos benefícios] implica num acréscimo de R$ 10 milhões na folha de pagamento”, afirmava a nota da Sesa.

    O SindSaúde afirmou que se trata de valores atrasados, ou seja, o pagamento será retroativo.

    Outras questões – como o reajuste salarial de 30% pedido pelos servidores – também devem ser negociadas em 19 de abril.

    Protestos

    Servidores estaduais da área da saúde fizeram um protesto em frente à Secretaria da Saúde (Sesa), no bairro Rebouças, em Curitiba, na tarde e início da noite desta terça-feira (27).

    O grupo permaneceu no local até o fim da reunião com secretários de estado. A audiência começou por volta das 16 horas e terminou por volta das 19 horas.

    Pela manhã, 800 pessoas fizeram uma manifestação e em frente ao Palácio Iguaçu, sede do governo estadual, no bairro Centro Cívico, para reivindicar reajustes salariais e de gratificação.



    Publicado por jagostinho @ 13:53



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.