Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 25abr

    OPERA MUNDI

    Divulgação/Guarda Costeira dos EUA

    Narcosubmarino afundado pela Guarda Costeira norte-americana; foram 30 desde 2006

    Manhã de março de 1993, litoral da Costa Rica. Um marinheiro de plantão na cabine de comando de um navio da Guarda Costeira norte-americana pensou que interpretava mal os sinais que lia no radar.

    Não era uma baleia nem um barco, nem sequer um iate de passeio. Apenas uma mancha que sumia e reaparecia no monitor.

    O marinheiro não sabia, mas aquilo que via na tela, com o passar dos anos, se transformaria na maior dor de cabeça das autoridades antidrogas dos Estados Unidos.

    Era um narcosubmarino, a nova forma de transporte de drogas que os barões do tráfico na Colômbia haviam inventado.

    “Quando me disseram o que tinham achado, pensei que era o maior disparate que tinha ouvido na vida”, recordaria anos depois o ex-general do Exército Barry McCaffrey, principal autoridade da política antidrogas do governo Clinton.

    Desde 1990, as agencias de inteligência norte-americanas começaram a receber indícios de que os narcotraficantes procuravam pessoas com conhecimentos suficientes para construir pequenos submarinos, mas não tinham detectado nenhum.

    Naquela ocasião, em 1993, foi possível apenas ver. A tripulação da Guarda Costeira foi apanhada de surpresa, não estava treinada para o que podia enfrentar e o minúsculo submersível desapareceu de vista.

    Foram necessários 13 anos, até que em 2006 as autoridades dos EUA conseguiram capturar um narcosubmarino.

    Era tão grande, em relação àquilo que imaginavam, que o batizaram de “Big Foot” (Pé Grande). No seu interior, a Guarda Costeira encontrou 8 toneladas de cocaína e dois engenheiros russos.

    “Certamente foram eles que o construíram. Deviam estar desempregados e foram recrutados pelos colombianos”, cogita McCaffrey.

    Nesta semana, a Guarda Costeira anunciou que no fim de março capturou na parte ocidental do Mar do Caribe, na costa de Honduras, o trigésimo narcosubmarino desde 2006.

    Prenderam seus quatro tripulantes, que agora estão presos em Miami, e o afundaram.

    Publicado por jagostinho @ 18:58



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.