Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 12jul

    GAZETA DO POVO

    Lanchonete popular fez sucesso no primeiro dia de vendas: concorrência pode reduzir preços em outros estabelecimentos

    Quem viaja de avião já pode economizar até 58% na compra de lanches no Aeroporto Internacional Afonso Pena.

    A primeira lanchonete com preços populares do país foi inaugurada ontem no terminal aéreo localizado em São José dos Pinhais, na Grande Curitiba.

    A iniciativa faz parte de um esforço da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) para reduzir o custo com alimentação nos aeroportos de cidades-sede da Copa do Mundo de 2014.

    Quinze produtos serão comercializados com os preços tabelados, conforme previsto no edital de licitação.

    Com R$ 10, é possível comprar uma porção de seis pães de queijo (R$ 1,00), um chocolate quente (R$ 3,50) e um refrigerante (R$ 3,00), e ainda sobra dinheiro para mais um café expresso (R$ 2,50).

    Em outros estabelecimentos, os três itens custariam em torno de R$ 13. Os preços praticados na lanchonete popular são semelhantes aos encontrados no centro de Curitiba – seis pães de queijo por R$ 2,00, chocolate quente por R$ 2,50 e refrigerante por R$ 2,50, um total de R$ 7,00.

    Os preços da lanchonete popular são inferiores aos praticados em outros estabelecimentos do Afonso Pena e, em alguns casos, ficaram ainda mais baratos do que o previsto (veja infográfico).

    Segundo o representante da Superintendência Regional do Sul da Infraero, Edgar Gonzales, a tabela dos 15 produtos foi montada de acordo com cinco pesquisas realizadas em estabelecimentos comerciais e shoppings de Curitiba e São José dos Pinhais.

    “São preços baixos em produtos de primeira necessidade do usuário do aeroporto, que envolvem refeições rápidas”, explica.

    Gonzales espera que, com a concorrência, os demais estabelecimentos do aeroporto também ofereçam preços mais acessíveis. “A expectativa é de que eles também diminuam os valores cobrados hoje com a competitividade.”

    Outras lanchonetes populares serão instaladas até o fim do ano. No Paraná, além de Curitiba, Londrina também deve ganhar a sua.

    Vencedora da licitação, a empresa CD Plan poderá operar a lanchonete no Afonso Pena pelos próximos cinco anos.

    Segundo a Infraero, os preços oferecidos devem permanecer os mesmos por, pelo menos, 12 meses e só podem ser alterados caso a empresa faça uma avaliação de mercado e apresente razões para reajustar a tabela.

    Aprovado

    Nas primeiras horas de funcionamento da lanchonete popular, o público ficou curioso. Muitos aproveitaram para conferir a novidade.

    O primeiro consumidor atendido foi o professor Fernando Elias Firman, que comprou uma água mineral, café e lanche para a família, que estava de viagem para Tocantins.

    “Precisávamos de preços mais populares. Não é que cause prejuízo, mas uma viagem hoje fica muito encarecida por causa dos preços dos produtos”, diz.

    Outro consumidor que aprovou a lanchonete foi o analista de sistemas Eduardo Ferrari, que comprou um café simples.

    Para ele, independentemente de ter ou não dinheiro para pagar os preços cobrados por outras lanchonetes, os valores são abusivos.

    “Já cheguei a pagar R$ 20 na compra de café e lanches em uma viagem. Essa iniciativa demorou para acontecer”, afirma.

    A lanchonete popular vai funcionar 24 horas no piso panorâmico do Aeroporto Afonso Pena.

     

     

    Publicado por jagostinho @ 16:57



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.