Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 12jul

    AGÊNCIA ESTADO

    A ponteira Jaqueline revelou nesta quinta-feira (12), em Saquarema (RJ), uma estratégia que vinha sendo mantida em segredo pelo técnico José Roberto Guimarães, que vem preparando a seleção brasileira feminina de vôlei para os Jogos Olímpicos de Londres, onde tentará buscar o bicampeonato olímpico para o País.

    A atleta disse que a equipe nacional vem realizando jogos-treino contra as seleções infanto-juvenis masculina do Brasil com o objetivo de simular situações semelhantes vividas contra times femininos que possuem poderosa força física.

    Esse tipo de estratégia já havia sido adotada anteriormente durante a preparação para os Jogos de Pequim, em 2008, quando o Brasil levou a então inédita medalha de ouro, mas Zé Roberto garantiu nesta quinta que esse tipo de atividade era para ter sido mantida em sigilo pelas jogadoras.

    “É impressionante, os meninos atacam por cima e estou toda roxa” disse Jaqueline, apontando para os seus próprios braços, ao revelar a existência dos jogos-treino.

    Em seguida, em entrevista coletiva, o comandante se viu obrigado a admitir que voltou a adotar este tipo de trabalho contra homens, considerado incomum, para que o Brasil fique pronto para encarar potências como osEstados Unidos, cuja seleção é forte fisicamente e tem um saque muito rápido.

    Nesta mesma entrevista coletiva, Zé Roberto antecipou que deverá cortar mais uma jogadora do grupo da seleção na semana que vem e pretende viajar para Londres com 13 atletas, uma a mais que o número máximo permitido da lista final para a Olimpíada.

    Ele revelou essa opção pelo fato de que irá esperar pela recuperação plena da ponteira Natália, que passou por duas cirurgias recentemente, até o prazo final para a inscrição de atletas nos Jogos, que é o próximo dia 26. Por causa dos procedimentos cirúrgicos, ela chegou a ficar um ano parada sem poder atuar.

    “Eu sofro muito na hora de cortar, você analisa tudo, o envolvimento, a vontade nos treinos, o sonho de ir para os Jogos”, disse Zé Roberto, antes de admitir que ainda sofre com a ansiedade às vésperas de uma Olimpíada, mesmo já tendo sido campeão olímpico com a seleção masculina, em 1992, e 16 anos mais tarde com a feminina.

    “Fico ansioso porque é o principal campeonato do quadriênio, você coloca todas as energias, mas também precisa ter sorte. Tudo tem de te ajudar”, afirmou.

    O atual grupo da seleção que treina em Saquarema conta com as levantadoras Fernandinha eDani Lins, as opostos Sheilla e Tandara, as centrais Adenízia, Thaisa e Fabiana, as ponteirasPaula Pequeno, Fernanda Garay, Jaqueline, Natália e Sassá e as líberos Camila Brait e Fabi.

     

    Publicado por jagostinho @ 15:46



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.