Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 16jul

    UOL NOTÍCIAS

    O ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso disse que o Brasil está perdendo influência na América do Sul por sua falta de oposição à liderança de Hugo Chávez, e criticou a forma como a Venezuela foi incorporada ao Mercosul após a crise política no Paraguai.

    O Brasil “está perdendo influência. Antes, tínhamos uma influência indiscutível, automática e não anunciada”, disse FHC (1995-2003), em uma entrevista para a revista “Veja”, na edição que começou a circular neste fim de semana.

    FHC, do opositor PSDB, atribuiu essa redução da liderança brasileira à posição que o país adotou em relação a Chávez, a quem descreveu como “outro polo de influência” regional.

    “Tenho a impressão de que o Brasil prefere não se opor. É como se fossemos da mesma família (…). O Brasil fica uma pouco impedido de tomar posição para não ser considerado alguém que saiu da família”, disse.

    Por outro lado, o ex-presidente brasileiro criticou a forma como a diplomacia brasileira lidou com a crise gerada no Paraguai após a polêmica destituição do ex-líder Fernando Lugo pelo Congresso, em 22 de junho, acusado de mau desempenho de suas funções.

    “A ação do Paraguai foi muito rápida, o que é politicamente inconveniente, mas não foi ilegal”, disse FHC.

    Ao mesmo tempo, julgou como “grave” a forma como a Venezuela foi incorporada ao Mercosul, aproveitando a suspensão do Paraguai do bloco que integra também Argentina, Brasil e Uruguai. Porém, se declarou a favor do ingresso do país no grupo.

    O Congresso paraguaio era o único do bloco que não tinha ratificado a incorporação da Venezuela ao Mercosul como membro pleno, por sua oposição a Chávez.

    Na cúpula realizada no final de junho em Mendoza, na Argentina, o Mercosul decidiu pelo ingresso da Venezuela em uma reunião que acontecerá no Rio de Janeiro em 31 de julho, após suspender o Paraguai, em represália pela destituição de Lugo, até as eleições de abril de 2013.

    Publicado por jagostinho @ 16:54



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

4 Respostas

WP_Cloudy
  • MIRIAM 11 Disse:

    “é como se fôssemos da mesma família”…..”grave” como a Venezuela foi incorporada ao Mercosul após a crise paraguaia .
    EIS O PERIGO QUE POUCOS ENXERGAM , MAS QUE NEM DE LONGE PASSA DESPERCEBIDO POR QUEM ENTENDE.

  • astolfo Disse:

    Ahahahahahhaha… Nunca o respeito foi tão grande como agora. Este Senhor é pelego dos EUA.

  • cezar Disse:

    Concordo com o astolfo. Este privateiro é o maior enganador que este país já conheceu. Ele que vá cuidar dos seus filhos.

  • miriam 11 Disse:

    ESTE SENHOR E SUA DIGNÍSSIMA ESPOSA INICIARAM TODOS OS PROJETOS POPULARES QUE O EX (LULA)E O ATUAL GOVERNO (DILMA) CARREGAM COMO SEUS.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.