Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 30ago

    PORTAL BONDE

    Karin Sabec e Barbosa Neto

    A ex-secretária de Educação, Karin Sabec, prestou novo depoimento no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) na tarde desta quarta-feira (29) sobre o esquema para compra de uniformes escolares em Londrina.

    O depoimento durou cerca de duas horas. Ela saiu da sede do MP sem falar com a imprensa. 

    Na terça-feira (28), três empresários foram presos por envolvimento no esquema de fraude de licitação.

    Marcos Ramos, José Lemes e Pedro Bresciani são acusados de formação de quadrilha, fraude em licitação, peculato e corrupção ativa e passiva. 

    Segundo a rádio Paiquerê AM, Karin Sabec disse ao Gaeco que José Lemes, da empresa G8, entregou envelope com cerca de R$ 50 mil para o ex-prefeito Barbosa Neto (PDT), conforme informações dos autos do processo disponíveis na 3ª Vara Criminal.

    O suposto pagamento seria utilizado para despesa de campanha. 

    De acordo com a Folha de Londrina  desta quarta-feira, Karin acusou o ex-ministro da Agricultura e deputado federal, Reinold Stephanes (PSD), de apresentar a empresa G8 à Prefeitura de Londrina.

    José Lemes é casado com a irmã da esposa do deputado. Stephanes confirmou que conhece o empresário, mas negou envolvimento no caso. 

    Em entrevista coletiva, o delegado do Gaeco, Alan Flore, afirmou que a ex-secretária de Educação figura como “investigada que quer colaborar” e que a nova oitiva foi uma complementação aos depoimento anteriores. 

    Ele ressaltou que as informações são de “grande utilidade para elucidar os fatos”, mas não revelou o conteúdo da oitiva, alegando que o detalhamento pode atrapalhar a investigação.

    Questionado sobre o mandado de prisão do empresário Wilson Yoshida, Flore disse apenas que as diligências continuam para o cumprimento da ordem judicial. 

    O delegado também informou que novos depoimentos vão ocorrer com a notificação de testemunhas e investigados pelo Ministério Público.

    O prazo de 10 dias para conclusão do inquérito começou a contar ontem com a prisão preventiva do trio de empresários. (Com informações da Paiquerê AM e Folha de Londrina)

    Publicado por jagostinho @ 14:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Valmor Stédile Disse:

    O que acontece em Londrina, esse denuncismo todo sem que nada conseguiram e acho que nem conseguirão provar contra Barbosa Neto, se explica num hino: http://www.youtube.com/watch?v=qLRVZ_1tl_Y

    Fábio’s Calsavara e Silveira/Jornal de Londrina – O prefeito cassado de Londrina Barbosa Neto (PDT) atribuiu as denúncias da ex-secretária Karin Sabec à campanha eleitoral. Abatido, ele concedeu entrevista coletiva após pouco mais de uma hora de depoimento ao Gaeco, na tarde desta quinta-feira (30). Barbosa ressaltou o fato de Karin ser “candidata por um partido que está coligado com nossos adversários”, em alusão ao apoio do PR, partido da ex-secretária, à candidatura de Marcelo Belinati (PP). Ele ainda confirmou que pediu ao Gaeco uma acareação com a ex-secretária. O delegado Alan Flore afirmou que ainda não há uma avaliação acerca da acareação entre Barbosa Neto e Karin Sabec. “Vamos avaliar ainda a necessidade dessa acareação. Não vou avaliar agora porque tem varias pessoas para serem ouvidas”, disse em entrevista coletiva. Flore afirmou que Barbosa não requereu oficialmente uma acareação com a ex-secretária Karin Sabec. Conforme o delegado, o pedetista apenas “se colocou à disposição”.

    Agora resumo tudo numa pergunta, por quê não fazem logo a acariação considerando envolver alguém que foi literalmente apeado do poder? As manchetes dos jornalões de Londrina contra Barbosa Neto são eleitoreiras e tendenciosas. O temos do conservadorismo que assaltou o poder na cidade é enfrentar Barbosa no segundo turno, daí tudo faz para excluí-lo do páreo porque se nao conseguir ele volta para a prefeitura e já avisou que desinfeta as cadeiras usurpadas através da injusta cassação.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.