Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 13abr

    UOL NOTÍCIAS

    CAPRILES E MADURO 2

    Para muitos venezuelanos, o Brasil é o país de Lula. O ex-presidente brasileiro é admirado pelos seus programas sociais e de transferência de renda.

    Na tentativa de se desvincular da imagem de candidato da direita, neoliberal ou, até mesmo, “traidor da pátria”, na visão de alguns chavistas, Henrique Capriles usa o governo Lula como exemplo.

    Desde a campanha presidencial do ano passado, em que perdeu para Chávez, Capriles diz que o modelo de Brasil criado por Lula e continuado por Dilma é o ideal para a Venezuela.

    Na visão do oposicionista, trata-se de fazer política de uma maneira progressista.

    Na quinta-feira (11), último dia de campanha, Capriles voltou a comentar o assunto em entrevista ao canal Globovisión.

    O candidato disse que “o Brasil é um exemplo muito bom de transformação”.

    “O Brasil tirou 30 milhões de brasileiros da pobreza. É mais que a população da Venezuela. Conseguiu dando bom emprego, fazendo a pessoa virar consumidora. Dando capacidade para a pessoa poder comprar e ter o serviço que queira”, afirmou.

    Maduro conta com apoio explícito e marqueteiro de Lula

    A questão é que Lula apoia abertamente o candidato chavista Nicolás Maduro, para quem gravou um vídeo pedindo aos venezuelanos que votem no sucessor de Chávez, de quem o petista sempre foi muito próximo.

    “A grande obra de Chávez foi transformar a Venezuela num país mais justo, realizando um processo de transferência da renda petrolífera em proveito dos estratos mais sofridos da sociedade”, afirmou Lula, no vídeo.

    Lula ainda lança um slogan de campanha e diz que “Maduro presidente é a Venezuela que Chávez sonhou.”

    A ligação de Maduro com Lula vai além. O marqueteiro do candidato chavista é João Santana, que cuidou da campanha da então ministra de Lula e candidata à Presidência da República Dilma Rousseff, e que continua como homem de confiança da agora presidente do Brasil.

    Com esse apoio tão intenso, Capriles tem o cuidado de dizer que o que importa em Lula são os feitos do governo.

    “Não sou seguidor da pessoa, mas do modelo”, não se cansa de repetir.

    Eleitor de Capriles, o taxista Julio Gutierrez, 63, afirma ter simpatia por Lula, que seria “muito diferente de Chávez”.

    “Lula é um democrata. Chávez tentou fazer a Venezuela se transformar em Cuba. No Brasil, vocês têm liberdade. E também têm uma economia forte, que faz toda a diferença”, afirmou.

    Os chavistas, claro, também gostam de Lula.

    No último comício de Maduro, realizado na quinta-feira (11), em Caracas, alguns simpatizantes de Maduro usavam camisetas e bonés com imagens de líderes da esquerda latino-americana como Evo Morales e Rafael Garcia. Lula estava entre eles.

    Publicado por jagostinho @ 10:34



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.