Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 19abr
    Altair Francener /altair@enfoque.com
    Bons Alunos, junto com coordenadores e diretores do programa

    Bons Alunos, junto com coordenadores e diretores do programa

    Estudantes do Programa Bom Aluno se sobressaem em universidades do exterior 

    “A experiência de intercambio é algo incrível na vida de um estudante. Estou naUniversity of Western Austrália (UWA), há dois meses, e já pude obter grande aprendizado acadêmico, bem como cultural. Para mim, da área de arquitetura, é uma experiência imensurável”.

    Depoimentos como este da jovem Renata Antunes tem sido comum entre os estudantes do Programa Bom Aluno, selecionados para participar do intercâmbio “Ciência sem Fronteiras”.

    É o caso também de Alexandre Garus, bolsista da Universidade Nacional da Austrália, para quem “estudar numa universidade renomada, conhecer e praticar técnicas de pesquisas diferentes, desenvolver minhas habilidades, conviver com pessoas das mais diversas origens, conhecer uma nova cultura e um pais maravilhoso é uma das melhores oportunidades que eu poderia ter”.

    Além deles, três outros universitários curitibanos participantes do Programa Bom Aluno estudam no exterior: Noemi Vergopolan Rocha, estudante de Engenharia Ambiental, está na Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos; Raphael Cristian Pereira, de Engenharia Elétrica, foi aceito na University of Guelph, no Canadá, e Charles Reis Ribeiro, aluno de Engenharia Eletrônica, foi para a Yonsei University, em Seul, na Coréia do Sul.

    Para demonstrar a importância do Bom Aluno, não só no Paraná, onde teve início há 20 anos, dois outros jovens assistidos pelo Programa também participam do intercâmbio: o mineiro Michel Rodrigues, estudante de Engenharia Química, em Viçosa, conquistou a Hanyang University, na Coréia do Sul, e Icaro Farias, do Instituto Federal da Bahia, aluno de Engenharia Elétrica, está na Universidade Bucknell, na Pensilvânia, Estados Unidos.

    O Programa Bom Aluno foi idealizado por dois empresários curitibanos com a finalidade de proporcionar condições e estímulos a estudantes de baixa renda, a partir da 5ª série das escolas públicas, para continuarem a sua formação até os níveis de graduação e pós-graduação, inclusive no exterior, como é o caso dos alunos mencionados.

    Atualmente, o Programa possui franquias sociais nas cidades de Londrina, Maringá, Vitória, Salvador e Belo Horizonte. O “Ciência sem Fronteiras” é um projeto do governo federal, lançado no final de 2011, que objetiva capacitar estudantes brasileiros juntos aos  institutos de pesquisa e tecnológicos, que fazem “ciência sob demanda”. Outras informações em: www.bomaluno.com.br

    Publicado por jagostinho @ 14:48



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.