Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07maio

    SITE DO SENADOR REQUIÃO

    REC NA RECORDO senador Roberto Requião foi entrevistado ao vivo pelo jornalista Heródoto Barbeiro nesta terça-feira (06) à noite, no Jornal da Record News, para falar sobre seu projeto que altera a Lei das Eleições proibindo o financiamento empresarial de campanhas eleitorais.

    O senador falou ainda sobre a CPI da Petrobras.

    Requião explicou que seu projeto não impede a doação para candidatos, mas estabelece um limite, um teto, para que pessoas físicas possam contribuir da mesma maneira.

    “Assim, uma pessoa muito rica não terá uma vantagem enorme sobre quem tem menos dinheiro”, disse.

    Para ele, empresas que investem milhões de Reais em campanhas esperam ter retorno financeiro na mesma proporção.

    “Os parlamentares eleitos financiados com estes recursos fantásticos acabam respondendo aos interesses dos financiadores, e não dos cidadãos”, avaliou.

    O projeto está no Supremo Tribunal Federal (STF), que já se manifestou favorável por seis votos a um. O veredito final, no entanto, depende do ministro Gilmar Mendes, que pediu adiamento do debate e não há prazo para a retomada da discussão.

    Questionado sobre as eleições deste ano, o senador disse estar apreensivo. “A eleição deste ano me preocupa sobremaneira porque vemos a insatisfação brutal por parte da população e a política não está representando os desejos da população. Está faltando candidatos que se vinculem a interesses populares. A política se transformou num grande mercado de interesses”, avaliou.

    Requião disse que sente falta das “vozes das igrejas, das Federações das Indústrias” e que esta insatisfação popular pode trazer surpresas no processo eleitoral.

    Mudança, de acordo com o senador, só ocorreria mesmo com uma reforma política que suprimisse o financiamento de grandes bancos e empreiteiras.

    O senador afirmou ainda que, na visão dele, os três candidatos que se apresentaram até agora como concorrentes à Presidência da República colocaram propostas iguais.

    “A presidente Dilma (Rousseff) se diferencia um pouco pelas propostas sociais. Mas do ponto de vista das propostas econômicas, não vejo muita diferença”, comentou.

    CPI – Requião também falou sobre a CPI da Petrobras e criticou a participação de deputados federais, que querem criar uma CPI mista.

    “Há uma confusão muito grande. Acredito que a CPI mista é uma bagunça. Deveria ter apenas a CPI do Senado para não perdermos a objetividade”.

    O senador ponderou, no entanto, que a compra da refinaria de Pasadena, nos EUA, é “uma questão menor”.

    “A refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, tinha custo inicial de obra de US$ 2 bilhões e já ultrapassou os US$ 20 bilhões”, alertou.

    A Abreu e Lima deve começar a operar este ano e atender as regiões Norte e Nordeste com óleo diesel. A obra está sendo investigada pelo Tribunal de Contas da União (TCU), que já conclui que houve superfaturamento em alguns contratos.

    Publicado por jagostinho @ 10:28



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.