Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 10maio

    FOLHA.COM

    Cumprindo agenda em Curitiba, a presidente Dilma Rousseff foi recebida com um protesto nesta sexta-feira (9) ao visitar o estádio da Copa na cidade.

    Cerca de 30 pessoas tocavam cornetas e apitavam em frente à entrada da Arena da Baixada.

    O grupo não foi recebido nem visto pela presidente, mas o barulho do protesto foi ouvido dentro do estádio, enquanto Dilma posava para fotos com operários da obra.

    “Menos Copa e mais saúde”, pediam, em faixas e gritos, os manifestantes.

    Todos eram servidores das universidades federais do Paraná, ligados ao Sinditest (sindicato dos servidores da educação no Estado), que estão em greve desde março.

    Eles pedem piso salarial de três salários mínimos e protestam contra a privatização dos hospitais universitários.

    “O governo fala que há limitações de orçamento, como sempre. Mas enquanto isso, para construir um estádio faraônico desses, arrumam dinheiro da noite para o dia”, afirma a presidente do Sinditest, Carla Cobalchini.

    A Arena da Baixada é do Atlético-PR, mas foi financiada pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e pelo governo do Paraná. Cerca de 88% do custo de R$ 330 milhões foi bancado por empréstimos.

    Um funcionário da Presidência conversou com o grupo antes da chegada de Dilma, e tentou dissuadi-los do protesto.

    “Ele disse que ia conversar no Ministério do Planejamento, que o governo tem investido em educação, no Pronatec”, conta Cobalchini. O grupo decidiu manter a manifestação.

      Heuler Andrey/AFP  
    Dilma em visita à Arena da Baixada, em Curitiba
    Dilma em visita à Arena da Baixada, em Curitiba

     

    “ROUSSELFIE”

    Dentro do estádio, que ainda não está totalmente concluído, Dilma tirou fotos com operários da obra, convidados e funcionários do Atlético-PR.

    Uma das presentes carregava uma cartolina pedindo: “Rainha da Nação, queremos Rousselfie”. A presidente gostou da brincadeira e tirou várias fotos ao lado dela.

    Dilma ganhou uma camisa do Atlético-PR com o seu nome e o número 13, além de um cachecol do time. Vestida de verde, foi alvo de chacota de fotógrafos e presentes: “Veio com a cor do Coxa, presidente?”.

    Verde é a cor do rival do Atlético-PR, o Coritiba. A presidente riu, e colocou o cachecol rubro-negro.

    Publicado por jagostinho @ 17:32



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.