Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 22ago

    elianeELIANE CANTANHÊDE – Jornalista e Colunista da Folha de São Paulo

    Surpresa não foi, mas a crise da candidatura de Marina Silva começou bem antes e foi bem mais ostensiva do que se pensava.

    Secretário-geral do PSB e ex-coordenador da campanha de Eduardo Campos, Carlos Siqueira saiu chutando a porta e desdenhando Marina como “hospedeira”. Errou o termo, mas todo mundo entendeu.

    A reação de Marina foi com a magnanimidade dos puros de alma e a esperteza dos bons de voto, que miram o eleitor, não o entorno: “Foi só um mal-entendido”, disse, humilde.

    A coisa não está boa, como estava na cara que não iria ficar. Se o PT e o PSDB estão estrebuchando depois da morte de Eduardo Campos, imagine-se como não estão o PSB e a Rede, amarrados dentro da mesma caixa, agora de cabeça para baixo.

    Mas, vá lá, campanhas são assim mesmo: todo mundo briga por tudo. É “brigalhada” para estabelecer hierarquias, dividir o dinheiro, acertar as alianças, ajustar o discurso…

    Quando Marina se tornar “viral” (termo introduzido na internet para temas que disparam), grandes divergências tendem a virar só probleminhas. Quero ver quantos vão sair dando canelada diante da chance real de subir a rampa do Planalto.

    Marina é uma sensação e tem ligação direta com o eleitorado, independentemente do número de partidos que a apoiam ou do tempo de propaganda que tenha na TV.

    Não é como Aécio, tentando convencer que é estadista.

    Nem como Dilma, que precisa de Lula para pedir desculpas por um governo que é ruim, mas vai ficar “melhor”.

    O problema que a campanha de Marina projeta, de falta de partidos, de sintonia, de setores consistentes, é depois, se ela bater Aécio e Dilma e virar presidente do Brasil.

    O primeiro momento vai ser de festa. O segundo, de perplexidade. O terceiro, de confusão e incertezas.

    Ganhar eleições tem lá seus truques. Governar é muito mais complicado.

    PS – Nova disputa entre PT e PSDB: quem vai bater primeiro em Marina?

    Publicado por jagostinho @ 14:37



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.