Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 27ago

    rebeliao-pecO Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen) realizará nesta quarta-feira (27) uma manifestação em Cascavel.

    Conforme nota enviada a imprensa, na tarde desta terça-feira (26), o motivo é a crise instalada no Sistema Penitenciário do Paraná que causou a violenta rebelião na PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel) por dois dias e ainda fez dois agentes reféns.

    A mobilização acontece às 10h30, na Praça do Migrante, no centro de Cascavel. De lá o grupo deve seguir em passeata até a Câmara de Vereadores da cidade.

    “O objetivo do Ato Público é denunciar o abandono do Governo do Estado em relação ao Sistema Penitenciário do Paraná e cobrar providências”, afirma o sindicato.

    A rebelião

    Após 46 horas, a rebelião na PEC que começou às 6h do domingo (24) chegou ao fim na madrugada desta terça-feira (26). O primeiro agente foi liberado por volta das 3 horas da madrugada e o segundo cerca de uma hora depois.

    Eles foram levados ao hospital e apesar das agressões, passam bem, segundo o sindicato.”A rebelião é uma das maiores já vistas no Estado do Paraná.

    Até o momento já foram confirmadas cinco mortes e mais de 25 feridos. Além disso, a penitenciária teve cerca de 80% de sua estrutura destruída”.

    Rebeliões no Paraná

    Os números de rebeliões no Estado do Paraná dispararam. Em apenas nove meses, 17 rebeliões já aconteceram e 26 Agentes Penitenciários foram feitos reféns.

    “Esse índice é mais uma comprovação do abandono do Sistema Penitenciário. Somos os únicos no Brasil e possivelmente no mundo com um número tão alto de rebeliões em tão pouco tempo”, diz Antony Johnson.

    Johnson ainda alerta para novas rebeliões.

    “Cerca de 800 presos foram transferidos para algumas unidades do Paraná que já estavam superlotadas, aumentando ainda mais a flagrante superlotação e insegurança”.

    “Com essa atitude, a administração mais uma vez proporciona a violação dos direitos dos presos e acaba com a segurança no trabalho dos servidores do Sistema”.

    “A consequência disso todos nós sabemos: possivelmente teremos novas rebeliões pela falta de assistência e ainda objetivando o retorno para perto da família dos presos da PEC que foram transferidos para outras cidades”, alertou.

    Redação catve.com/Assessoria Sindarspen

     

    Publicado por jagostinho @ 10:43



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.