Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 28ago
                                                                                                                                    números
    Uma pergunta que já virou chavão junto a população brasileira é : Você já foi entrevistado pelo IBOPE ?É perfeitamente compreensível pois as chances são muito pequenas em função do pequeno número de entrevistas se comparado ao total do eleitorado do Paraná.

    No caso da última, divulgada pelo * IBOPE , foram tão somente 1008 pessoas entrevistadas num universo de quase 8 milhões de eleitores – 7.865.950 – que possui o Paraná, segundo o TRE.

    A maioria da população desconhece detalhes de uma pesquisa. Dá uma olhada nos números principais e pronto.

    Cabe ressaltar que a grande mídia também sonega muitos dados das pesquisas divulgadas por absoluta falta de interesse da população em matérias com muitos números e percentagens.

    Aliás, o brasileiro nunca gostou muito de matemática, salvo honrosas exceções, é claro.

    Porém, como saíram duas pesquisas em pouco espaço de tempo, DATAFOLHA e IBOPE, com algumas diferenças nos resultados, muitas foram as críticas de candidatos e eleitores, sempre indagando qual estava certa e qual estava errada.

    Não existe, no mundo da estatística, o absolutamente certo e nem o absolutamente errado.

    Por ser engenheiro e ter trabalhado, quando mais jovem, no IBGE, sou fascinado por números.

    Exatamente por isso, e com as contradições das duas últimas pesquisas, vou trazer dados de uma delas, a do IBOPE, por ser a mais recente, que não são muito divulgados, mas que tem importância enorme no resultado final de qualquer pesquisa.

    Por exemplo: as cidades pesquisadas. No caso, o IBOPE pesquisou em 59 cidades paranaenses. Poderia ser em 61? ou 57 ?

    Poderia, mas,talvez, alguém no IBOPE goste do número 59.

    Qual o critério para escolha das cidades?

    Aleatório, mas sempre respeitando as normas eleitorais, com percentuais de questionários correspondendo a sexo, idade, escolaridade, renda familiar etc etc.

    O resto que se fale são chorumelas e chover no molhado.

    Sempre digo: pesquisa é regra de três simples. Quem gosta um pouco de matemática sabe o que quero dizer.

    Digo tudo isso e sei que você ainda está se perguntando:quem escolheu as cidades? É verdade ou não ?

    Eu digo: foi o IBOPE.

    Vão aí as 59 cidades com o partido de cada prefeito delas.

    CIDADE E PARTIDO DO PREFEITO

    CURITIBA – PDT
    CERRO AZUL –  PSB
    LAPA –  PT
    SÃO JOSÉ DOS PINHAIS –  DEM
    COLOMBO –  PSDB
    ARAUCÁRIA –  PMDB
    CAMPO LARGO –  PT
    ALMIRANTE TAMANDARÉ –  PSD
    FAZENDA RIO GRANDE –  PSDB
    PIRAQUARA –  PDT
    CAMPINA GRANDE DO SUL –  PSB
    ITAPERUÇU –  PDT
    BALSA NOVA –  PMDB
    ORTIGUEIRA –  PPS
    SENGÉS –  PSDB
    PONTA GROSSA –  PPS
    PALMEIRA –  PSC
    SÃO SEBASTIÃO DA AMOREIRA –  PR
    SANTA MARIANA –  PMDB
    JACAREZINHO –  DEM
    CONSELHEIRO MAIRINCK –  PMDB
    LONDRINA –  PSD
    CAMBÉ –  PSDB
    IBIPORÃ –  PMDB
    SANTO INÁCIO –  PSD
    MARINGÁ –  PP
    MARIALVA –  PSB
    APUCARANA –  PT
    ARAPONGAS –  PHS
    RIO BOM –  PSDB
    GODOY MOREIRA – PMDB
    PARANAVAÍ –  PMDB
    SANTA CRUZ DE MONTE CASTELO –  PR
    UMUARAMA –  PDT
    PEROBAL  – PDT
    CIDADE GAÚCHA –  PT
    JURANDA –  PTB
    ENGENHEIRO BELTRÃO –  PR
    TOLEDO –  PMDB
    PALOTINA –  PTB
    QUATRO PONTES –  PT
    CASCAVEL –  PDT
    LINDOESTE – PMN
    FOZ DO IGUAÇU –  PSB
    MEDIANEIRA – PT
    ITAIPULÂNDIA –  PR
    SANTA IZABEL DO OESTE –  PSDB
    SANTO ANTÔNIO DO SUDOESTE –  PT
    PATO BRANCO –  PDT
    PITANGA –  PR
    GUARAPUAVA –  PPS
    QUEDAS DO IGUAÇU –  PP
    PALMAS –  PMDB
    PRUDENTÓPOLIS –  PPS
    IRATI –  PT
    GENERAL CARNEIRO –  PSDB
    PARANAGUÁ –  PMDB
    GUARATUBA –  PSDB

    TOTAL DE PREFEITURAS DOS PARTIDOS NAS CIDADES PESQUISADAS

    PMDB = 10
    PT = 9
    PSDB= 8
    PDT = 7
    PR = 5
    PPS = 4
    PSB = 4
    PSD = 3
    DEM = 2
    PP = 2
    PTB = 2
    PHS = 1
    PMN = 1
    PSC = 1
    ———
    59

    AS  COLIGAÇÕES MAJORITÁRIAS DOS TRÊS CANDIDATOS MELHOR COLOCADOS

    GLEISI – “Paraná Olhando para Frente”, que junta PRB, PDT, PT, PTN e PC do B >>> PDT 7+ PT 9 + = 16 = 27,118 %

    RICHA – “Coligação Todos pelo Paraná”, que reúne PSDB, PROS, DEM, PSB, PSD, PTB, PP, PPS, PSC, PR, Solidariedade, PSL, PSDC, PMN, PHS, PEN e PTdoB. >>>>PSDB 8 + DEM 2 + PSB 4 + PSD 3 + PTB 2 + PP 2 + PPS 4 + PSC 1 + PR 5 + PMN 1 + PHS 1 == 33 = 55,932 %

    REQUIÃO – “Paraná com o Governo”, que conta com o PMDB e o PV >>>> PMDB 10 === 10 = 16,949 %

     

    Concluindo, passando a régua e deixando menos poluído o texto:

    A coligação do Beto Richa teve 33 das cidades escolhidas com prefeitos de partidos que o apoiam. Ou seja: 55,932 %

    A da Gleisi, 16 cidades. Ou seja: 27,118 %.

    E a coligação do Requião, 10 cidades. Ou seja : 16, 949 %.

    Politicamente, uma vez que o prefeito sempre exerce influência, esta diferença gritante entre os três, em termos de cidades pesquisadas, pode contaminar uma pesquisa?

    Opinião minha: Pode.

    Mas, não digo que está. Pode estar.

    Qual a ação para evitar estas discrepâncias e ter menos riscos?

    Procurar deixar mas igualitária a escolha das cidades, de acordo com os prefeitos que as administram.

    Dá trabalho? Com os avanços de hoje, diria que não.

    Tirem suas conclusões.
    ——–
    * Foram entrevistados 1.008 eleitores entre os dias 21 e 23 de agosto em 59 municípios.

    A margem de erro é de três pontos porcentuais para mais ou menos com um intervalo de confiança de 95%.O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) com o número PR-00024/2014.

    Publicado por jagostinho @ 08:21



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Miguel Jorge Rosa Neto Disse:

    Senhor J.
    Não discordo que a influencia citada pelo Sr. PODE distorcer a pesquisa.
    Porém, mais contaminante, ao meu ver, é julgar UMA variável como agente de distorção.
    É no mínimo leviano citar essa única fonte de contaminação, sem analisar outras variáveis, como:
    . população do município
    . condição sócio-economica dos entrevistados e/ou comparativamente do município em relação aos outros.
    . composição da Câmara de Vereadores, se alinhada ou não ao Prefeito.
    E poderia eu elencar um sem número de variáveis que, se interligadas e ponderadas/reponderadas, PODERIAM dar um resultado mais confiável que somente o partido do Prefeito.
    Sua razão, como a Estatística em si, é relativa e não absoluta
    Chutando, a seu exemplo, eu diria que a importância do Prefeito do Município na fidedignidade da pesquisa, é exatamente 0,36(x – y). cos de alfa.
    Se eu estiver errado na fórmula, me corrija.
    Resumindo: a importância do Prefeito na pesquisa é infinitamente menor do que se a considerassem à revelia das demais alternativas.
    Sua inserção por si só contaminaria muito mais, dada a não inserção das outras.
    Minha conclusão está tirada.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.