Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29ago

    [email protected]

    O primeiro debate entre os candidatos ao governo do Paraná, realizado pela Band, foi marcado pelos ataques pessoais entre os candidatos. Foram incríveis 14 direitos de pedidos de respostas por ofensas em quase 2h30 de confronto.

    O debate na Band contou com os candidatos: Beto Richa (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT), Roberto Requião (PMDB), Geonisio Marinho (PRTB), Bernardo Piloto (PSOL), Tulio Bandeira (PTC), Rodrigo Tomazini (PSTU) e Ogier Buchi (PRP).

    O eleitor do Paraná “sofreu” para poder acompanhar algumas poucas propostas. O debate se transformou em um ringue de boxe. Logo no começo (vídeo abaixo), Requião reclamou do “pouco” tempo para perguntar e não concluiu seu raciocínio.

    Beto Richa aproveitou para atacar: “Requião quer confundir a opinião pública e falta com a verdade. Requião está de cabelo branco, tem de tomar jeito, tá na hora de falar a verdade”.

    O candidato do PMDB retrucou: “Comparando governo com governo, o governo do Carlos Alberto derrubou 40 mil empregos, a situação é difícil e ele tenta esconder a incapacidade de gestão e a incompetência com a história de que pegou dívida. É ele que demonstrou truculência no início da introdução. Ele brinca com uma pessoa séria”.

    Mais ofensas

    Na troca de perguntas entre Bandeira e Gleisi, no segundo bloco, mais dois pedidos de respostas foram solicitados apenas neste embate.

    Bandeira acusou Gleisi de “governar com o marido e não fazer nada pelo Paraná”. A ex-ministra da Casa Civil se irritou e retrucou.

    “Você tem 30 inquéritos policiais, foi preso e não tem moral”. O candidato do PTC voltou a atacar.

    “Imoral é quem é apadrinhada por bandidos, abriga estuprador e os companheiros da Papuda. Eu fui preso e vou provar minha inocência” – veja abaixo.

    Quem também entrou na onda das críticas foi o candidato do PSOL, ao questionar Gleisi. “Você mente, é triste ver que o PT é representado por alguém que não tem raiz na luta social, que sempre ocupou cargos para destruir os trabalhadores”.

    Com tanta troca de acusações, o candidato do PRP, Ogier Buchi, chegou a usar seu tempo para pedir menos “violência”. “O debate passa por ofensas e denigre a imagem do Paraná. Vamos respeitar o telespectador e sugerir ao povo do Paraná melhorias às nossas histórias”.

    Publicado por jagostinho @ 08:23



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.