Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 07out

    CAIXA ZERO/ANDRÉ GALINDO/GAZETA DO POVO

    O que Christiane Yared pensa sobre aborto, maioridade penal, casamento gay…

    Christiane_Yared_0711treze-300x201Christiane Yared, do PTN, é a deputada federal mais votada do Paraná, com mais de 200 mil votos.

    No entanto, a maior parte dos eleitores aparentemente conhece a deputada eleita quase que só devido à sua luta contra a impunidade no trânsito (o filho dela morreu há cinco anos em um acidente de trânsito em Curitiba).

    Em Brasília, Christiane obviamente não terá sua atuação restrita à área de trânsito. Por isso, o blog entrevistou-a para saber o que ela pensa sobre alguns temas polêmicos que poderão estar em pauta no Congresso Nacional nos próximos anos.

    Saúde

    Christiane diz que a saúde será sua principal bandeira, e que o trânsito faz parte disso.

    “Hoje, o trânsito estrangula a saúde pública brasileira. Chega-se a ocupar sete de cada dez leitos com acidentados”, afirma.

    Segundo ela, a sua luta será por salvar vidas, e nisso promete ter parcerias com ONGs.

    Aborto

    A deputada eleita, que também é pastora evangélica, diz ser absolutamente a favor da vida e contra o aborto.

    No entanto, diz que em geral concorda com a legislação atual, que prevê exceções como no caso de estupro.

    “É preciso também pensar na vida da mãe. Imagine um caso de uma adolescente estuprada, por exemplo. Temos que levar isso em consideração”, diz.

    Maioridade penal

    Christiane diz ser contra propostas que tentam diminuir a idade para que o indivíduo possa ser preso dentro das mesmas condições dos adultos.

    “O Estado não cuida do adolescente e depois vai querer encarcerá-lo? As Febens não funcionaram”, diz ela.

    Segundo Christiane, o caminho é educar o adolescente que comete um crime, e também orientar a família.

    Ela é favor principalmente de penas alternativas, mas não descarta a possibilidade de reclusão em alguns casos.

    Direitos LGBT

    “Independente de opção sexual, o que importa é o respeito pelo ser humano. Sem violência, sem preconceito. O que cada pessoa faz da sua vida, deveria ser problema único e exclusivo dela. Se a opção para educar a coletividade a não desrespeitar for tornar algo crime, que assim seja. Quanto à união civil homossexual, eu entendo que é um contrato para preservar direitos, comunhão de bens e outras particularidades que hoje só funcionam com contratos específicos. Acho que seria leviano dizer se sou contra ou a favor sem ter todos os termos em mãos. Por isso que sim, a resposta pode ter soado genérica, mas na verdade é por ser ampla. Eu respeito e protejo a vida.”

    (O texto acima foi tirado de uma postagem no Facebook, já que a deputada diz que o texto anteriormente colocado no blog não representava sua posição.)

    Segundo turno

    Christiane Yared diz que ainda não decidiu se apoiará Dilma ou Aécio. “Trabalho a favor da vida, não a favor dos partidos.”

    Publicado por jagostinho @ 10:43



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.