Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 14out

    UCHO.INFO

    policia_federal_08A Frente Parlamentar da Segurança Pública ouvirá na terça-feira (14), na Câmara dos Deputados, o presidente da Associação Nacional de Delegados da Polícia Federal (ADPF), Marcos Leôncio Ribeiro, que falará sobre as dificuldades que a PF vem enfrentando nas investigações da Operação Lava-Jato.

    A iniciativa da audiência é do presidente da frente parlamentar, deputado federal Fernando Francischini (SD-PR).

    “Marcos Leôncio vai explicar as condições que o governo federal está dando para que a Polícia Federal analise toda a documentação já apreendida durante a operação. As informações iniciais que possuo são de que a infraestrutura de investigação é mínima, existe abandono, poucos agentes permanecendo no caso e um revezamento gigantesco. As informações são as piores possíveis”, disse Francischini.

    Depoimento antecipado

    Líder do Solidariedade na Câmara, Fernando Francischinijá apresentou requerimento à CPMI da Petrobras para que o presidente da ADPF fale aos integrantes da comissão sobre o mesmo assunto.

    O deputado acredita que o governo tentará impedir esse depoimento na CPMI antes do segundo turno das eleições e, por isso, marcou a reunião da frente parlamentar para antecipar o depoimento.

    “O governo vem a público, no período eleitoral, dizendo que dá autonomia à Polícia Federal, mas, na prática, não faz isso. O presidente da ADPF é a pessoa mais indicada para falar se a estrutura da PF está sendo deficitária e se está havendo jogo nos bastidores para evitar que essa operação siga em frente”, destacou Francischini.

    Deflagrada em 17 de março pela Polícia Federal, a Operação Lava-Jato desmontou um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas que movimentou cerca de R$ 10 bilhões.

    Entre os presos na operação estão o doleiro Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras. Ambos estão sendo investigados pela CPMI da Petrobras.

    A Operação Lava-Jato só foi possível a partir das denúncias feitas em 2008 e que ganharam espaço, desde então, no ucho.info, enquanto a grande imprensa se preocupava em rotular o editor do site como esquizofrênico, apenas porque insistiu em um tema que hoje todos os jornalistas correm atrás em busca de novas e exclusivas informações.

    A Polícia Federal, apesar de todas as dificuldades, muitas delas impostas pelo próprio governo, fez um trabalho exemplar, à altura da reputação da extensa maioria de seus integrantes.

    Na sequência, preponderante foi o papel do Ministério Público Federal, que não esmoreceu diante das pressões palacianas e deu seguimento à investigação que desmontou o maior esquema de corrupção da história nacional.

    De igual modo agiu e continua agindo o juiz federal Sérgio Moro, que competência e tenacidade preside os processos decorrentes da Lava-Jato, mesmo debaixo das recorrentes e covardes declarações de Dilma Rousseff, que tenta desqualificar o seu trabalho como forma de minimizar os efeitos do escândalo em sua campanha pela reeleição.

    No momento em que o presidente da Associação Nacional de Delegados da Polícia Federal (ADPF) se dispõe a relatar as dificuldades enfrentadas pela corporação durante as investigações da Operação Lava-Jato, fica patente que Dilma não moveu um dedo para combater a corrupção, mas, pelo contrário, trabalho nos bastidores para que não fosse descoberta a ciranda de corrupção que funcionava na Petrobras. (Com informações da Agência Câmara)

    Publicado por jagostinho @ 10:26



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Uma resposta

WP_Cloudy
  • Penitenciário Disse:

    O fracisquini tinha que ir para Guarapuava , ver a VERGONHA da imagem de um servidor público, AGENTE PENITENCIÁRIO onde o coitado esta amarrado , com seu colete de trabalho , apanhando de presos; enquanto isso a canalhada faz campanha, pro cheirador; va trabalhar richa, assuma o governo . GREVE ja !

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.