Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 13nov

    UCHO.INFO

    Acordo MST-Venezuela: Caiado acionará a PGR contra o ministro do Desenvolvimento Agrário

    ronaldo_caiado_17 – Líder da Oposição no Congresso Nacional, o deputado federal e senador eleito Ronaldo Caiado (Democratas-GO) anunciou que vai entrar com pedido na Procuradoria-Geral da República alegando crime de responsabilidade por parte do petista Miguel Rossetto, ministro do Desenvolvimento Agrário e um dos chamados “homens fortes” do governo de Dilma Rousseff.

    Durante audiência realizada com Rossetto na Comissão de Agricultura e Desenvolvimento Agrário da Câmara, na manhã desta quarta-feira (12), o ministro afirmou não ter conhecimento algum sobre a firmação de convênios entre o MST e o governo venezuelano, os quais ferem a Constituição brasileira e o direito internacional.

    De acordo com Ronaldo Caiado, o ministro se oculta da responsabilidade de responder aos brasileiros sobre mais uma cortina de fumaça que busca esconder o avanço do bolivarianismo em território verde-louro.

    “Onde está a soberania do governo brasileiro quando entra no Brasil um ministro venezuelano responsável pelos coletivos paramilitares do seu país e firma convênios para uma tal ‘revolução socialista no campo’ com o MST?

    Estamos falando de um movimento que sequer é reconhecido juridicamente”, lembrou Caiado ao citar o fato de que o MST não possui CNPJ e se mantém através de ONGs e OSCIPs financiadas pelo governo.

    Durante a sessão foi apresentado um registro em vídeo retirado da imprensa oficial venezuelana no qual o ministro local Elías Jaua explica os convênios como forma de “buscar o entendimento para avançar a revolução socialista no Brasil”.

     

    “O Artigo 1º da Constituição fala em valores sociais do trabalho e da livre iniciativa. Essa coisa de governo socialista a ser implantado no Brasil é golpe à Constituição. Queremos saber qual é a posição do governo atual? Conviver com essa revolução socialista feita por um país estrangeiro à sua revelia?”, questionou.

    O democrata também lembrou que em recente relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) a Venezuela foi considerada um “estado de exceção” por conta da violência com a qual o governo trata seus opositores e o desrespeito aos direitos humanos.

    “É essa a referência que eles estão exportando ao Brasil?

    Onde está a Venezuela para ser referência?

    Direitos humanos?

    Respeito ao cidadão?

    Estado democrático de direito?”, indagou.

    Publicado por jagostinho @ 12:23



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.