Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 25nov

    AGÊNCIA ESTADO

    No mês passado, saldo ficou negativo em US$ 8,131 bilhões

    GRAFICO-ASCENDENTE.jpg

    O déficit em conta corrente em outubro, de US$ 8,131 bilhões, é o pior saldo para o mês desde o início da série histórica, realizada pelo Banco Central a partir de 1980.

    O maior resultado negativo dessa conta em um mês de outubro até então havia sido observado no ano passado, quando ficou em US$ 7,096 bilhões.

    O déficit apresentado nesta segunda-feira, 24, pelo BC é o terceiro maior do ano, perdendo para os resultados negativos vistos em janeiro (US$ 11,522 bilhões) e abril (US$ 8,275 bilhões).

    O saldo de remessas de lucros e dividendos ficou negativo em US$ 1,635 bilhão em outubro. No mesmo mês do ano passado, o resultado registrou uma saída líquida de US$ 1,348 bilhão.

    No acumulado de 2014 até o mês passado, o saldo está negativo em US$ 19,724 bilhões, ante US$ 18,373 bilhões no mesmo período de 2013.

    O BC informou também que as despesas com juros externos somaram US$ 1,231 bilhão em outubro e US$ 10,897 bilhões no acumulado do ano até o mês passado.

    Em 2013, o gasto com juros totalizou US$ 1,288 bilhão em outubro e US$ 10,859 bilhões nos primeiros dez meses do ano.

    Ações Brasileiras

    De acordo com BC, o investimento estrangeiro em ações brasileiras registrou um saldo positivo de US$ 1,162 bilhão em outubro.

    No mesmo período do ano passado essa conta estava positiva em US$ 193 milhões. No acumulado deste ano até outubro, o saldo está em US$ 12,466 bilhões, maior do que o total de US$ 9,850 bilhões vistos em igual período do ano passado.

    As aplicações em ações negociadas no País concentraram todo saldo, já que as negociadas no exterior (como ADRs) registraram um saldo negativo de US$ 10 milhões.

    Renda fixa

    O saldo de investimento estrangeiro em títulos de renda fixa negociados no País ficou positivo em US$ 3,511 bilhões em outubro, informou BC.

    No mesmo mês de 2013, o resultado havia sido positivo em US$ 117 milhões. No acumulado deste ano até o mês passado, entraram no País US$ 29,023 bilhões, ante US$ 27,950 bilhões no mesmo período do ano passado.

    O investimento em títulos negociados no exterior ficou positivo em US$ 622 milhões em outubro de 2014. No mesmo período do ano passado, essas aplicações ficaram negativas em US$ 129 milhões.

    No acumulado deste ano até outubro, o total está positivo em US$ 1,601 bilhão ante cifra negativa de US$ 1,259 bilhão vista em idêntico período do ano passado.

    Taxa de Rolagem

    Segundo o BC, a taxa de rolagem de empréstimos de médio e longo prazo captados no exterior ficou em 282% em outubro. Em setembro, a taxa estava em 107% e, em igual período do ano passado, a taxa geral estava em 105%.

    Dos números apresentados nesta segunda pelo BC, a taxa de rolagem de bônus, notes e commercial papers ficou em 215% no mês passado – em outubro de 2013, estava em 58%.

    Já os empréstimos diretos conseguiram uma cobertura de 304% no mês passado ante 121% do mesmo mês de 2013.

    Publicado por jagostinho @ 15:07



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.