Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 26nov

    UCHO.INFO

    Joaquim Levy na Fazenda implodirá o projeto político do PT e revelará as mentiras de uma década

    joaquim_levy_01 Escolhido pela presidente reeleita Dilma Rousseff para assumir o Ministério da Fazenda a partir de 1º de janeiro de 2015, substituindo o já demitido Guido Mantega, o ex-secretário do Tesouro Nacional, Joaquim Levy, já foi alçado à mira do Partido dos Trabalhadores, que tem disparado críticas ácidas na direção de alguém que sequer chegou ao cargo.

    Sabem os petistas que a indicação de Levy para comandar o Ministério da Fazenda significa a adoção de medidas ortodoxas para recolocar a economia brasileira nos trilhos, o que contraria os planos da cúpula da legenda.

    Essa intifada de última hora mostra o desespero dos petistas em relação ao futuro do partido, uma vez que Dilma já declarou, sem deixar dúvidas, que não representa o PT.

    Além de ter decidido conceder à legenda um espaço menor no próximo governo.

    Por mais flexível que seja a sua estratégia, Joaquim Levy não poderá fugir dos conceitos basilares da economia, o que o obrigará a adotar medidas duras, como, por exemplo, a contenção do crédito, saída para, mesmo que minimamente, empurrar a inflação oficial para o centro da meta estabelecida pelo governo, que é de 4,5% ao ano.

    Isso compromete os planos do PT, que sonha em continuar no Palácio do Planalto depois de 2018, sempre na esteira de uma enxurrada de mentiras.

    Há meses, o UCHO.INFO afirmou que para reverter a crise que chacoalha o Brasil em todos os seus quadrantes seria necessário produzir uma recessão, começando pelo desemprego.

    Na ocasião, os esquerdistas de plantão nos dedicaram chulos impropérios, mas o que defendemos foi recentemente confirmado pelo renomado economista Affonso Celso Pastore, que em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo” disse que “ajuste sem recessão só acontece com mágica”.

    Ex-presidente do Banco Central, Pastore disse na entrevista que o País precisa tomar algumas medidas com urgência.
    Entre as quais, arrumar as contas públicas, elevar as taxas de juro e permitir que a desvalorização cambial chegue aos preços.
    Conjunto radical de medidas para uma economia nada animadora.
    Para emoldurar seu prognóstico, lógico e verdadeiro, Affonso Celso Pastore emendou: “Não é um desafio que discurso de palanque resolva. O governo evitou tudo o que foi politicamente nocivo e os problemas se acumularam”.

    Como o governo de Dilma Rousseff abusou do ufanismo e da mentira nos últimos quatro anos, período em que privilegiou apenas o que era positivo em termos políticos, no próximo mandato não haverá como esconder a dura realidade que consome o País.

    A não ser que Dilma tenha decidido afundar o Brasil definitivamente.

    No caso de Joaquim Levy ser confirmado no cargo e conseguir colocar em prática suas doutrinas econômicas, sem a ingerência nefasta da presidente da República, os brasileiros perceberão com facilidade e em curto espaço de tempo que os governos do PT arruinaram o País e transformaram o sonho de uma vida supostamente melhor em um pesadelo assustador.

    Em outras palavras, a prevalecer esse cenário ficará provado que nos últimos doze anos o Brasil viveu sob o manto do populismo barato e mentiroso, uma das especialidades de Luiz Inácio da Silva, o lobista de empreiteira Lula.

    Publicado por jagostinho @ 14:33



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.