Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 19fev

     [email protected]

    Secretário da Casa Civil, Eduardo Sciarra.Curitiba, 18/02/2015.Foto: Orlando Kissner/ANPr

     
    O secretário chefe da Casa Civil do Paraná, Eduardo Sciarra, afirmou nesta quarta-feira (18) que a volta às aulas é a prioridade do governo estadual. O tema será debatido na reunião com a APP-Sindicato, nesta quinta-feira (19), em Curitiba.
    “O que queremos é o início das aulas. São 200 dias de aula por ano, que têm de ser cumpridos pelos estudantes da rede estadual de ensino”, disse Sciarra. 

    De acordo com o secretário, no encontro com os representantes do magistério estadual o governo quer deixar clara a disposição de negociar outras demandas da categoria.

    “Estamos abrindo o diálogo. A reunião tem como objetivo discutir pontos levantados pela própria entidade”, disse ele, ressaltando que há estrutura suficiente na rede para a retomada do ano letivo. 

    “A pauta que nos foi apresentada pela entidade dos professores já avançou em vários itens. Queremos estabelecer esse diálogo, para que possamos ter a normalidade da volta às aulas e avançar nos entendimentos durante as negociações”, afirmou o secretário. 

    MEDIDAS – O secretário afirmou que os projetos propostos para reduzir gastos públicos e aumentar as receitas estaduais serão encaminhados à Assembleia Legislativa na próxima semana, já com as reformulações.

    “Os projetos serão encaminhados e vão passar pelas comissões temáticas da Casa. Estamos fazendo divisão dos projetos para que a tramitação pelas comissões se dê de forma organizada”, afirmou. 

    Sciarra reforçou que o governo está adotando medidas necessárias e responsáveis para enxugar gastos e enfrentar um período de crise que também afeta outros estados.

    “As medidas são duras, mas necessárias, para que possamos fazer frente à realidade do Brasil hoje. São 18 estados com dificuldades desta natureza”, afirmou Sciarra. 

    MUDANÇAS – O secretário da Casa Civil disse que desde quando a mensagem foi para a Assembleia Legislativa, na semana passada, em regime de urgência, já foram feitas mudanças importantes, que atenderam a maior parte das reivindicações dos servidores. 

    Ele mencionou como exemplos a retirada da proposta de alteração dos quinquênios e anuênios, a retirada de itens como a mudança do Plano de Desenvolvimento de Educação e a questão do auxílio transporte.

    “Fizemos essas concessões durante as negociações e com toda a certeza essas questões não constarão mais dos projetos que seguem para a Assembleia”, disse ele. 

    PRIORIDADE – O secretário afirmou que a razão do momento de dificuldades do Paraná passa pela crise nacional, que afeta todos os estados.

    “Queremos rapidamente mudar esse estado de coisas e é por isso enviamos os projetos com urgência”, ressaltou. “É com responsabilidade que tratamos essa questão. O momento é de turbulência e as medidas buscam resolver essas dificuldades”, afirmou. 

    Eduardo Sciarra ressaltou que a prioridade do governo é dar solução aos pagamentos em atraso.

    “Estamos apresentando essas medidas para, justamente, botarmos a casa em ordem. Queremos mudar esse jogo fazendo no mais curto espaço de tempo com que o governo tenha condições de pagar suas contas em atraso e para que possa fluir, em curto espaço, os importantes investimentos para atender a população”, afirmou ele. 

    O secretário lembrou que o governo já anunciou o pagamento das indenizações de 29 mil professores contratados por Processo de Seleção Simplificada (PSS) para o final de fevereiro.

    O pagamento do terço de férias será dividido, parte em fevereiro e o restante em março e abril.



    Publicado por jagostinho @ 09:23



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

2 Respostas

WP_Cloudy
  • prof.Elisa Disse:

    Jotinha esqueça um pouco o governo federal e comente o auxílio moradia pros conselheiros pobrinhos, concedidos pelo betinho, enquanto as férias dos servidores serão divididas em 3 pagamentos; fora beto

  • Leo Disse:

    Este scarro é muito falso; que concessões o governo fez? Nenhuma simplesmente diz que não vai cortar direitos conquistados á muito tempo ; a greve deve continuar sim. Enquanto isso betinho saqlga o saco em porto belo e jurere; OH VIDA BOA !

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.