Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29abr

    UCHO.INFO

    Em depoimento à PF, Gleisi Hoffmann revelou ter recebido doações secretas de empreiteiras

     

    gleisi_hoffmann_90No depoimento que prestou à Polícia Federal no dia 14 de abril, Gleisi Helena Hoffmann (PT-PR) confessou muito além do que deveria acerca da participação de empreiteiras na sua campanha de 2010 ao Senado federal.

    Gleisi disse ao delegado Thiago Machado Baladary que tratou de contribuições com as empresas Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa, UTC, Queiroz Galvão e Andrade Gutierrez.

    Contudo, na prestação de contas encaminhada ao Tribunal Superior Eleitoral em 2010, Gleisi apontou as doações da Camargo Corrêa (R$ 1 milhão), OAS (R$ 780 mil), UTC (R$ 250 mil) e CR Almeida (R$ 250 mil).

    Não aparecem na contabilidade da campanha as doações da Odebrecht, OAS e Queiroz Galvão.

    No caso da UTC, Gleisi disse que “fez [o pedido] diretamente ao diretor-presidente Ricardo Pessoa”, apontado por outros delatores do esquema como líder do cartel de empreiteiras que saqueou os cofres da Petrobras.

    A UTC financia Gleisi desde sua campanha em 2008, à prefeitura de Curitiba. A empreiteira já repassou R$ 1,45 milhão à petista: R$ 150 mil (2004), R$ 100 mil (2006), R$ 250 mil (2010) e R$ 900 mil (2014).

    Em todas as campanhas de Gleisi Hoffmann (2004, 2006, 2010 e 2014) não aparecem doações da Odebrecht e OAS.

    Somente em 2014 aparece uma doação de R$ 475 mil da Queiroz Galvão.

    Nesse ano, 2014, as doações das empreiteiras envolvidas no Petrolão para Gleisi foram em maior volume e somaram mais de R$ 7,7 milhões.

    Além da Queiroz Galvão, a senadora petista recebeu R$ 150 mil do Banco Pactual (listado na Operação Lava-Jato) e mais R$ 200 mil da TV Técnica Viária Construções Ltda.

    O restante dos recursos foram doados pela Triunfo (R$ 2 milhões), Sanches e Tripoloni (R$ 1,9 milhão), Andrade Gutierrez (R$ 950 mil), UTC (R$ 950 mil) e Galvão Engenharia (R$ 420 mil).

    As doações da Odebrecht, OAS e Queiroz Galvão podem estar camufladas em dinheiro repassado pelos diretórios nacional e estadual do PT.

    Em 2010, por exemplo, Gleisi teve a maior parte de sua campanha irrigada com R$ 3,7 milhões doados por empreiteiras.

    Outros R$ 2,7 milhões foram despejados pelos diretórios estadual (R$ 881,3 mil) e nacional (R$ 1,9 milhão) do PT, que obtiveram 75% dos seus recursos através de doações de empreiteiras.



    Publicado por jagostinho @ 14:01



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.