Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 09jul

    UCHO.INFO

    Deputado ligado a Requião chama Temer de “bananão” e abre conflito entre o vice e o PMDB do Paraná

     

    roberto_requiao_36Começou uma grave crise entre o grupo político do senador Roberto Requião (PMDB-PR) e a cúpula nacional do partido.

    Tudo por conta da divulgação de uma gravação em que o deputado estadual peemedebista Nereu Moura chama o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, de “bananão”.

    A gravação, divulgada em blogs do Paraná e que faz sucesso viral nas redes sociais e no Youtube, mostra Nereu Moura, o mais fiel aliado de Requião na Assembleia paranaense, insultando o presidente do próprio partido em entrevista coletiva.

    Temer, que pode se tornar presidente da República, na hipótese, hoje considerada possível, de Dilma Rousseff vir a ser impedida, é muito cioso de sua dignidade e prerrogativas dos cargos que exerce e não gostou nem um pouco do que ouviu.

    Na verdade, ficou furioso com o episódio. Seu humor teria piorado ainda mais quando soube que esse é o típico tratamento que lhe é dispensado pelo grupo de Requião.

    O senador, que é conhecido pelo humor sulfúrico, costuma dedicar regularmente a Michel Temer alguns dos seus epigramas mais sarcásticos.

    A relação entre Temer, um político moderado, e Requião, dado a fazer discursos radicais de esquerda de corte bolivariano, nunca foi boa.

    Sempre foi marcada pela tolerância em decorrência de interesses convergentes. A relação parecia ter melhorado depois que Requião, com o beneplácito de Temer, conseguiu emplacar um irmão, Maurício Requião, como conselheiro da Itaipu Binacional, cargo que lhe permitirá embolsar R$ 25 mensais para participar de uma reunião mensal do Conselho, no qual terá a extenuante tarefa de referendar as decisões tomadas pela diretoria executiva.

    As reuniões acontecem em Foz do Iguaçu, mas as despesas de viagem e hospedagem, em hotel cinco estrelas, são todas bancadas pela binacional.

    A assessoria de Michel Temer mandou levantar informações sobre Nereu Moura e descobriu que ele se distinguiu, durante o confronto entre professores e PMs em abril passado, por sua sede de sangue revelada na tribuna da Assembleia, quando o conflito estava no auge e alguns deputados pretendiam que a sessão fosse suspensa.

    Nereu, em declaração considerada espantosa, revelou que sonhava com vítimas graves (talvez fatais) para maximizar o desgaste do governo do estado.

    “Prefiro que continue a sessão e que haja derramamento de sangue para que o governo pague o pato por isso. Querem aprovar, aprovem. E que haja sangue, sim”, declarou.

    Temer também foi informado que o maior aliado de Requião na Assembleia acaba de ter seu mandato cassado e teve os direitos políticos suspensos por oito anos, em primeira instância, por improbidade administrativa.

    Também foi condenado a multas e ressarcimento ao erário, por contratar uma esquadrilha de fantasmas na Assembleia durante o tempo em que foi líder do PMDB na Assembleia, entre 1999 e 2001.

    Um dos crimes que levou o deputado a perder o mandato revela seu grau de intimidade com Requião.

    Um dos fantasmas que levou à cassação de Nereu Moura atende pelo nome Elza Chrispim Calixto, empregada doméstica do senador Requião.

    Como o senador, conhecido defensor da Carta de Puebla (opção preferencial pelos pobres), não queria pagar a serviçal, ordenou a Nereu, seu mais fiel escudeiro, que desse um jeito de acertar o salário dela pela Assembleia.

    Elza, que é semianalfabeta, foi contratada para um cargo técnico na liderança do PMDB.

    Os valores que excediam o salário arbitrado por Requião para sua empregada doméstica voltavam, segundo a sentença que o condenou, para o bolso do então líder do governo.



    Publicado por jagostinho @ 16:08



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.