Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 13jul

    ossamisakamori.blogspot.com.br

    Dilma está encurralada!

     
    “Não sou eu quem vai pagar isto.  Quem fez que pague. Eu não vou pagar pela merda dos outros”, segundo a Folha que circula em versão de hoje, que trata sobre irritação da presidente Dilma acerca da delação premiada do Ricardo Pessoa da UTC/Constran. 
    A irritação da presidente Dilma só pode justificar pelo envolvimento do seu nome como beneficiária da doação de dinheiro sujo da Petrobras do Ricardo Pessoa, que optou em fazer delação premiada em troca de liberdade vigiada.

    Ricardo Pessoa já voltou a despachar nos escritórios de suas empresas, dentro do acordo celebrado com o MPF. Vai sobrar para todo mundo, inclusive para partidos de oposição.

    O PSDB e os partidos de oposição entraram com o pedido de cassação de registro da Dilma Rousseff, nas eleições de 2014, argumentando “abuso do pode político e econômico”.

    No procedimento investigativo do TSE sob responsabilidade do ministro Gilmar Mendes, está marcado para esta terça-feira, dia 14, depoimento do Ricardo Pessoa no TRE/SP para confirmar ou desmentir as afirmações de que teria contribuído com R$ 7,5 milhões na campanha presidencial da Dilma, com recursos provenientes da ladroagem (propina) das obras da Petrobras (estatal federal).

    Segundo imprensa, Dilma convocou para hoje, reunião com as lideranças da base aliada, para tentar traçar estratégia da sua permanência no poder, por via de apoio no Congresso Nacional.

    Com a popularidade em queda, 9% de aprovação entre ótimo e bom, segundo IBOPE, Dilma se encontra numa situação crítica. Os partidos de apoio, inclusive parte do PT, estão a ensaiar um movimento a favor da queda dela.

    O PMDB pressiona a renúncia da Dilma para que a presidência caia no colo do vice presidente Michel Temer. O clima não é nada favorável para costura de acordo.

    Por outro lado, corre o prazo para a presidente Dilma apresentar defesa sobre “pedalada fiscal” de R$ 37 bilhões apontada pelo TCU.

    O julgamento da pedalada fiscal pelo TCU deve ocorrer no mês de agosto, se não houver interferência do STF. A imprensa noticia que a Dilma prepara medida no STF para impedir ou postergar a decisão sobre o julgamento do recurso.

    Basta um ministro do STF, acatar o pedido com finalidade de postergar decisão final “sine die”.

    De qualquer forma, não há mais condições políticas para Dilma Rousseff permanecer frente à presidência da República.

    Se não houver impedimento da Dilma pelo Congresso Nacional ou pelo TSE, poderá sair um acordo entre os partidos pela sua “renúncia”.

    Nesse caso, Dilma iria para casa, sem o desgaste do julgamento da “pedalada fiscal” pelo Congresso Nacional e ou pelo “abuso de poder político e econômico” pelo TSE.

    Dilma está encurralada!



    Publicado por jagostinho @ 20:00



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.