Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 03abr

    GAZETA DO POVO

     

    Chico Brasileiro vence eleição suplementar para prefeitura de Foz do Iguaçu

    Candidato do PSD tinha sido o segundo mais eleito nas eleições de 2016, que deu vitória a Paulo Mac Donald Ghisi (PDT)

     

    Chico Brasileiro foi candidato do PSD nestas eleições em Foz do Iguaçu | Albari Rosa/Gazeta do Povo

    Chico Brasileiro foi candidato do PSD nestas eleições em Foz do Iguaçu Albari Rosa/Gazeta do Povo

     

    O candidato pelo PSD à prefeitura de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, venceu as eleições suplementares realizadas na cidade neste domingo (2), com 56,35% dos 140 mil votos válidos registados nas urnas.

    O resultado saiu cerca de uma hora após o encerramento da votação e mostrou uma disputa tranquila para o pessedista.

    O segundo colocado, Phelipe Mansur, da Rede, levou 30,85% dos votos.

    Já os demais candidatos, juntos, somaram pouco mais de 10% da contagem total.

    O tenente coronel Jahnke (PTN) conseguiu 7,14 % dos votos, enquanto OsIi Machado (PPS), Marcelino (PT) e Irineu Ribeiro (PV), tiveram, respectivamente, 3,06%, 1,71% e 0,90% dos votos.

    Nas eleições municipais de 2016, o agora prefeito eleito de Foz do Iguaçu perdeu a disputa eleitoral para Paulo Mac Donald Ghisi (PDT), que teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) e não chegou a ser declarado eleito.

    Desde então, o Executivo do município era comandado interinamente pela presidente da Câmara, Inês da Saúde (PSD).

    Chico Brasileiro foi vereador por dois mandatos (2000 e 2004) e vice-prefeito de Foz do Iguaçu (2008).

    Em 2014, ele foi eleito deputado estadual.

    Novos eleitos

    Além de Foz do Iguaçu, moradores de outras quatro cidades do Paraná também foram às urnas neste domingo.

    Em Piraí do Sul, depois de Antônio El-Achkar (PTB) não conseguir assumir por falhas em prestação de contas, o cargo foi disputado em nova eleição que foi levada pelo candidato Zé Sandrini (PHS).

    Ele teve 40,86% dos 15.071 votos computados pelas urnas da cidade.

    Disputaram ainda a eleição na cidade Tim (PSD), Marcio do Gás (PMB), Maricelso Ribieiro (PDT) e Mainardes (PRTB) que tiveram, respectivamente, 35,44%, 19,58%, 2,81% e 1,31% dos votos.

    Com a chapa vencedora de 2016 impugnada pela Justiça Eleitoral, Nova Laranjeiras também ganhou um novo prefeito: com 53,01% dos votos, o candidato Lineu (PPS) superou o candidato pelo PMDB Altamiro Braga, que somou 46,99% dos votos.

    Filha eleita

    Em Quatiguá, no Norte Pioneiro, Adelita do Efraim (PTB) foi eleita com 56,55% dos votos válidos.

    O segundo colocado, Fernando da Farmácia (PSDB) conquistou 43,45% dos votos.

    Adelita do Efraim é filha de Efraim Bueno de Moraes (PMDB), que foi eleito no ano passado, mas que não assumiu porque teve o registro cassado pelo TRE.



    Publicado por jagostinho @ 09:05



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.