Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 09jun

    ALERTA TORTAL

     

     

    Talvez a reunião mais importante das últimas semanas aconteceu nesta (06JUN2017), em Brasília DF, no Quartel General do Exército, foi a do Comandante do Exército General-de-Exército Eduardo Villas Boas, com representantes de diversas alas do pensamento político-militar. 

    O GenEx Villas Boas tem sido o fiador da Posição Legalista e uma posição firme, nos últimos acontecimentos políticos, em Brasília. Seus três princípios, adotado pela Força Terrestre, têm sido:

    – Legalidade – Nada fora da Constituição. Seguirão as determinações do STF

    – Estabilidade – Política, Social, Lei e Ordem.

    – Legitimidade – As Forças Armadas, caso necessário, têm legitimidade para intervir.
    Os últimos movimentos que ocorreram com a Procuradoria Geral da República e o próprio STF envolve (Caso JBS), no Brasil, com a ação coordenada de movimentos internos de agitação com ações diplomáticas contra o Brasil começaram a ruir esta posição clara da Força Terrestre.

    A mesa conduzida pelo Gen Ex Eduardo Villas Boas tinha representantes de várias alas do pensamento político-militar.

    – Gen EX Alberto Cardoso – Ligado ao ex-presidente Fernando Henrique;

    – Gen Ex Augusto Heleno – Representa um maior protagonismo das Forças Armadas;

    – Gen Ex Bolivár Goellner – Ligado ao Gen Ex Etchegoyen (GSI), e,

    – Gen Div Rocha Paiva – Pensador militar.

    Também presentes à reunião membros do Alto-Comando do Exército presentes em Brasília

    DefesaNet considera que, no dia 24MAIO2017, foi o início das ações de Guerra Híbrida contra o Brasil.

    Observar que não estamos falando de ações contra o atual governo, mas a Sociedade Brasileira como um todo.

    Com manobras de Guerrilha Urbana (ou até mesmo Guerra Urbana), e vinculadas a ações diplomáticas contra o Brasil no Foro da Organização dos Estados Americanos (OEA).

    As ações de Guerra Econômica conduzidas por Grupos Internos, com dois intuitos: o de criar fatos e com estes forçar alterações institucionais e o outros de pura especulação financeira.

    Aos poucos, no início, e agora de forma rápida, ruem os três princípios seguidos pela Força Terrestre e o seu Comandante.

    As contínuas operações Midiáticas com claro intuito de desestabilização da Ordem Pública.

    O novo cenário muito longe da clara visualização (branco preto), tem inúmeros tons de cinza, tornando difícil a clara identificação do cenário e fatos correntes.

    Some-se a isso uma confusa e não explicada participação do Senhor Comandante do Exército, em um evento na cidade de São Paulo, no mesmo dia em Brasília pegava fogo com ações de Guerra Urbana.

    Originalmente publicado em Defesanet.com.br.



    Publicado por jagostinho @ 11:04



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.