Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 29maio

    GAZETA DO POVO

     

    Pesquisa Ibope/Bandeirantes, com eleitores do estado de São Paulo, mostra o presidenciável do PSL com 19% das intenções de votos, cinco pontos a mais do que no levantamento anterior

     

     | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo

     

    O deputado federal Jair Bolsonaro, pré-candidato pelo PSL à Presidência da República, foi o único que cresceu em pesquisa de intenção de voto realizada pelo Ibope só com eleitores do estado de São Paulo.

    O levantamento foi encomendado pela TV Bandeirantes e realizado entre os dias 24 e 27 de maio, durante a greve dos caminhoneiros.

    Bolsonaro aparece com 19% das intenções de voto, cinco pontos a mais do que em levantamento encomendado pela emissora no mês passado e realizado pelo mesmo instituto.

    Como a margem de erro é de três pontos porcentuais, para mais ou para menos, ele empata tecnicamente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aparece com 23%.

    Na pesquisa anterior, Lula tinha 20%, mas, em razão da margem de erro, não é possível afirmar que ele avançou.

    Embora tenha governado São Paulo por quatro mandatos, o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, aparece apenas em terceiro lugar, com 13%, um ponto a menos que na pesquisa anterior.

    Na sequência estão a pré-candidata da Rede, Marina Silva, com 9%, e o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, com 3%.

    Eles também estão estagnados – no levantamento anterior tiveram 9% e 4%, respectivamente.

    O senador paranaense Alvaro Dias, pré-candidato pelo Podemos, aparece com 2%.

    O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL) e João Goulart Filho (PPL) têm 1%.

    Não pontuam Aldo Rebelo (Solidariedade), Flávio Rocha (PRB), Guilherme Boulos (PSOL), Manuela D’Ávila (PCdoB), João Amoêdo (Novo), Levy Fidélix (PRTB) e Paulo Rabello de Castro (PSC).

    Os brancos e nulos somam 20%, e aqueles que não sabem ou não quiseram responder chegam a 5%, sem variação significativa em relação aos resultados do levantamento anterior, de 18% e 4%, respectivamente.

    Em um cenário sem Lula como candidato do PT, mas com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no seu lugar, Bolsonaro e Alckmin empatam tecnicamente na liderança – o deputado tem 19% e o tucano tem 15%.

    Marina passa a ter 11% e Ciro registra 7%. Haddad e Dias têm 3% cada. Meirelles aparece com 2%.

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o senador Fernando Collor de Mello (PTC-AL), João Goulart Filho (PPL), Aldo Rebelo (Solidariedade), Guilherme Boulos (PSOL), a deputada estadual gaúcha Manuela D’Ávila (PCdoB), João Amoêdo (Novo), Levy Fidélix (PRTB) e Paulo Rabello de Castro (PSC) aparecem com 1%.

    Flávio Rocha (PRB) não pontuou.

    A pesquisa foi feita entre os dias 24 e 27 de maio, com 1008 pessoas em 60 municípios paulistas.

    O nível de confiança utilizado é de 95%. O número de registro no TSE é BR-06360/2018.



    Publicado por jagostinho @ 08:55



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.