Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 02jul

    PLACAR

     

    Seis anos depois, Brasil x México tem 11 remanescentes de final olímpica

     

    Com sete atletas que estão na Rússia, México tirou a medalha de ouro do Brasil de Neymar na decisão de Londres-2012

     

    SAMARA – O México é um “freguês” histórico da seleção brasileira em Copas do Mundo (três derrotas e um empate), mas se apega a uma final recente para ter esperanças no duelo desta segunda-feira, em Samara, pelas oitavas de final da Copa.

    Há seis anos, a seleção mexicana conquistou o ouro olímpico em Londres-2012 ao bater o Brasil por 2 a 1 na decisão em Wembley.

    Onze atletas que estiveram naquela Olimpíada estão nos elencos atuais dos times, sendo sete mexicanos e quatro brasileiros – Neymar, Thiago Silva, Marcelo e Danilo.

    O título olímpico é considerado uma das maiores glórias do futebol mexicano, junto com a conquista da Copa das Confederações de 1999, também diante do Brasil, no estádio Azteca.

    Dos mexicanos que tiraram da seleção brasileira o título até então inédito, sete estão na Rússia, incluindo o veterano Oribe Peralta, carrasco do Brasil com dois marcados na capital inglesa.

    Os outros remanescentes são o goleiro Corona, os meias Héctor Herrera, Giovani dos Santos e Javier Aquino e os atacantes Marco Fabián e Raúl Jiménez.

    Além deles, o zagueiro Diego Reyes estava na lista de convocados, mas foi cortado por lesão.

    Dos sete campeões olímpicos, apenas Herrera é considerado titular no time “rotativo” de Juan Carlos Osorio.

    Brasil perde para México e fica com a prata no futebol, em 11/08/2012

    Oscar e Neymar no pódio (Antonio Milena/Milenar/VEJA)

    No Brasil, o número de remanescentes é menor, mas o quarteto iniciou a Copa como titular – Danilo perdeu a posição para Fagner depois de se lesionar.

    Outros destaques daquela equipe dirigida por Mano Menezes, como Oscar, Alexandre Pato, Paulo Henrique Ganso, Lucas Moura e Leandro Damião não conseguiram atender às grandes expectativas, ao contrário de Neymar.

    O camisa 10, campeão da Libertadores pelo Santos, já era uma estrela do futebol mundial e hoje é o jogador mais caro da história.

    Thiago Silva e Marcelo, dois dos três atletas acima de 23 anos convocados por Mano Menezes, também se consolidaram ainda mais como estrelas no futebol europeu.

    Danilo, que era reserva de Rafael na equipe olímpica, também deslanchou na Europa, com passagens por Porto, Real Madrid e Manchester City.

    Danilo, por sinal, se recuperou de uma lesão no quadril e estará novamente à disposição de Tite, que terá de decidir entre seu retorno e a manutenção de Fagner.

    “O México tem muita qualidade e jogadores rápidos, sou amigo e conheço muitos deles. Vamos ter de entrar concentrados para poder passar”, afirmou Danilo aos canais da CBF.

    Brasil perde para México e fica com a prata no futebol, em 11/08/2012

    Brasil perde para México e fica com a prata no futebol, em 11/08/2012 (Glyn Kirk/AFP/VEJA)

    Publicado por jagostinho @ 09:09



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.