Publicidade


      Red Apple Cosméticos

      CPV - Centro Paranaense da Visão

      Hospital Cardiológico Costantini

      Hotel Carimã

Twitter @blogdojota


  • 30set

    CONEXÃO POLÍTICA

     

    Conheça os jornalistas da VEJA que publicaram matéria sobre divórcio de Bolsonaro

     

    Nesta quinta-feira (27), a revista Veja teve acesso a um processo judicial de 500 páginas sobre a separação de Bolsonaro com a ex-mulher Ana Cristina Siqueira Valle.

    Além da ilegalidade do ato (assunto que analisaremos numa próxima matéria), algo asqueroso chamou a atenção de quem acessou as redes sociais dos subscritores da matéria jornalística.

    O Conexão Política fez uma análise nas mídias sociais dos jornalistas responsáveis pela matéria e constatou através das publicações que eles são afetos à esquerda, inclusive com curtidas em páginas relacionadas ao Foro de São Paulo e ao movimento terrorista dos Black Bloc’s.

    Ao consultarmos o perfil do jornalista Nonato Viegas, um dos autores da matéria, verificamos que ele não só votou em Lula e Dilma, como também manifestou abertamente seu apoio aos líderes petistas.

    “Sou do povo, sou do Partido dos Trabalhadores, vou de Dilma e voto 13”, escreveu.

    Em outra publicação, Nonato afirmou que foi graças ao PT que o brasileiro pôde voltar a ter poder de consumo.

    “Graças ao Lula e Dilma, tô há horas no mercado. O povo todo agora pode comprar no Carrefour. Mais: encher o carrinho. Mesmo esperando, voto 13”.

    Em consulta ao sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), obtivemos uma certidão de filiação partidária do jornalista, onde se verifica que o mesmo é filiado ao PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) desde maio de 2011.

    Imagem: Twitter | Jornalista indagando como poderia se envolver mais com o PSOL
    Imagem: Certidão da Justiça Eleitoral | Filiação do jornalista ao PSOL 

    Imagem: Twitter | Jornalista prestando apoio ao Partido dos Trabalhadores 

    O Conexão Política também apurou sobre o jornalista Thiago Bronzatto – outro subscritor da referida matéria – e descobriu que ele seria o repórter que entrevistaria Adélio Bispo, autor do atentado contra Bolsonaro.



    Publicado por jagostinho @ 16:28



Os comentários NÃO representam a opinião do Blog do Jota Agostinho. A responsabilidade é EXCLUSIVA do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

Deixe um comentário

Por favor, atenção: A moderação de comentário está ativa e pode atrasar a exibição de seu comentário. Não há necessidade de reenviar o comentário.